Fidelius RPG
Seja bem vindo(a) ao FIDELIUS RPG!!! Por favor se cadastre e em um prazo de UMA semana no máximo você será liberado(a) e fará parte do segredo.

Fidelius RPG

Hogwarts sempre ajudará aqueles que a ela recorrerem!
 
FAQInícioPortalRegistrar-seConectar-se
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Direitos Autorais
Calendário ON



Fundadores



Protego

Compartilhe | 
 

 APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Anthony de L'Arche
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 69
Data de inscrição : 18/06/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 5
Ataque: 3
Defesa: 2

MensagemAssunto: APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE   Sab Jul 07, 2012 11:36 am


COZINHA:
 
BANHEIRO:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rikke Nørgaard
Aluno(a) Grifinória
Aluno(a) Grifinória
avatar

Mensagens : 193
Data de inscrição : 15/03/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 3
Ataque: 4
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE   Sab Jul 07, 2012 12:07 pm

RP FECHADA


.
Anthony de L'Arche & Rikke Nørgaard


3 de Julho de 1805, 10h15 da manhã
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rikke Nørgaard
Aluno(a) Grifinória
Aluno(a) Grifinória
avatar

Mensagens : 193
Data de inscrição : 15/03/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 3
Ataque: 4
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE   Dom Jul 08, 2012 8:34 pm




don't be afraid to let them show your true colors






Era de manha, beeeem cedinho! Okay, não tão cedo assim, mas eu não tinha mais sono. Então nada melhor que começar a arrumar as minhas trouxas para passar o dia fora de casa. É, eu definitivamente não quero estar em casa, onde meu pai me pergunta quando vai ser meu casamento com Anthony. Por Merlin, nós acabamos de começar a namorar!! Se fosse outro qualquer, meu pai enforcaria ele, é sério. Mas os pais de Thony são ricos e amigos dos meus pais. Ou seja, combinação perfeita. Como se eu ligasse para isso u.u eu e Thony somos amigos de infância e nunca pensei que isso fosse acontecer connosco, o facto de ficarmos juntos.

Enfim, mas eu estou feliz. Não só pelo facto de termos nos entendido, como Hogwarts me ter dado férias!! Finalmente um descanso para mim e sem Sir Godric me inspecionando e vendo se eu faço meu cargo de monitora. É realmente chato. E bem, eu sei que só passaram três dias sem ver Thony, mas eu realmente tenho saudades *-* e quem sabe não poderíamos marcar um jantar com Richard? Tenho saudades do programa a três, apesar de achar que ele vai reclamar.

Coloquei minha capa azul escura e caminhei para fora do quarto, até uma das lareiras acesas que tinham acesso ao apartamento de Thony. É muito bom ele morar sozinho. Assim eu não me engano no quarto e não preciso ficar traumatizada para sempre ao ver os pais do garoto em posições comprometedoras =x

Então, e segui como normalmente faço, e peguei o pó de Flu, entrando na lareira e dizendo o local para onde iria. Então eu girei e girei e já comentei que andar nisso é divertido? Parece que estamos numa dando mortais de vassoura *--------*

Aterrei no local que esperava e vi tudo escuro demais. É, eu sabia que Thony estava dormindo. Será que Richard arrastou ele para uma dessas casas de meninas que tem em casa esquina? -.- eu mato aquele desgraçado se tentar levar meu amor para o mau caminho!! Me aproximei da cama de Thony, já acostumada com o facto de ele dormir só de cueca. Ri baixinho e abanei a cabeça. Certo, eu estou acostumada de vê-lo assim no dormitório em Hogwarts, mas não quer dizer que não fique sem ar com essa visão de Deus. Ainda me lembro da primeira vez…

“Olhei a minha volta, vendo que tudo estava quieto. Será que aconteciam muitas festas aqui, como lá na minha Comunal? Desde que ninguém se esfregasse no MEU garoto, tudo okay. Fui seguindo pela Sala e entrei na porta que estava entreaberta. Tristan nem se tinha preocupado em fechar, tamanho a pressa. Segui pelo corredor até ao quinto andar e denovo a porta entreaberta. Que perfeito, nem precisava me destransformar para a abri. Agora fechá-la é outra coisa. Voltei a minha forma normal e fechei a porta, caminhando pelo quarto até a cama de Thonny e correndo as cortinas em volta deste.

O moreno ainda não tinha percebido que eu estava ali e eu percorri o olhar por ele, vendo como estava destapado e corei muito, pois Thony estava só de cueca, apesar de ela ser cómica, com desenho de vassouras. Bem, foco. Porque eu estava ali mesmo? Mas, mas… Ele é tão lindo, tão sarado… a ultima vez que o tinha visto assim sem blusa, nós tínhamos uns 12 anos e eu era bem inocente. Agora eu pensava em outras coisas =x Respirei fundo tentando não me desconcentrar com aquela visão de Deus e deitei na cama, no lado do garoto. Não fazia mal uns beijinhos né? Afinal somos namorados… Mordi de leve o ombro dele, já que ele estava deitado de barriga para baixo. – Thony… - sussurrei e dei uns beijinhos nos lábios dele, vendo o garoto abrir os olhos e sentindo a mão dele ir para a minha cintura e me puxar contra ele. Ele está quente, muito quente. Mas gostoso e eu estava com saudades de ter um tempinho com ele. Mas gostoso e eu estava com saudades de ter um tempinho com ele.”


A partir daí fui aquecendo ainda mais com os beijos, algo que se tornou normal. Maaas não pensem que chegamos aos finais!! Eu ainda sou pura e muito nova para essas coisas. Mas que dá vontade de conhecer ele a fundo dá =x Confesso que nessa noite foi difícil me lembrar o porque de eu ter ido ao dormitório de Thony. Mas por entre selinhos consegui explicar o que tinha visto no espelho e o garoto ficou curioso. Será que eu seria uma jogadora de quadribol profissional e nós ficaríamos juntos para sempre? Eu bem queria que isso acontecesse.

Voltando à realidade. Segurei minhas saias e deitei do lado de Thony, enroscando minhas pernas contra as dele. – Acorda meeeu dorminhoco – cutuquei ele com o dedo no peito. – Já é tarde e o dia está lindo lá fora!! – ri e depois soltei um gritinho quando Thony me puxou para cima dele, me dando um beijo de surpresa. – Sou eu sim, com quem você estava sonhando? – arqueei a sobrancelha de leve. Eu desconfiada? Nem um pouco =x Mas ninguém toca no que é meu e tenho dito. Quero só ver quem se atreve. Eu não sou a detentora de detenções e monitora em Hogwarts, por nada.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Anthony de L'Arche
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 69
Data de inscrição : 18/06/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 5
Ataque: 3
Defesa: 2

MensagemAssunto: Re: APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE   Dom Jul 08, 2012 10:08 pm

Se havia algo que me irritava eram as demais pessoas a se meter em minha vida, por causa disso eu havia saido de casa. Eu queria liberdade eu precisava dessa liberdade. Mas quem disse que isso ajudava muito. Meus pais davam sempre um jeito de tentar saber de mim, e principalmente de tentarem se meter na minha vida. Perguntas como, quando iria ser meu casamento com Rikke. Era uma das que mais me irritavam, quando achássemos que era a hora nos casaríamos, mas sem essa pressão de família.

-Mais um pouco... -Resmunguei sonolento ao sentir algo passar em mim. E sorria o ouvir a voz de Rikke. Era doce e baixa. E por alguns instantes me lembrei de quando ela me acordou em meu dormitório para contar sobre o espelho. E sorri, relembrando como nos beijamos. Mas acima de tudo eu a respeitava. Eu a desejava, sempre, sempre. Mas eu me controlava, com ela. Ela havia me mudado. E eu gostava dessa mudança, porém eu não me controlava tanto assim.

Assim que senti ela mais perto a puxei com tudo pra cima de mim, capturando seus lábios em um beijo doce e longo, murmurando seu nome e rindo. Com o questionamento dela, minha gatinha selvagem. Me fez rir e a beijar de novo, e de novo. Passando minha mãos por suas costas lentamente. Aproveitando aquela sensação e contato com seu corpo.

-Não sei, sabe como é sou um cara requisitado... e comprometido. -Falei sorrindo a virando na cama e ficando por cima. Adorando ver sua face rubra, lhe beijando o pescoço lentamente e voltando a lhe beijar os lábios. Permitindo algumas caricias nela. Pequenas, eu tinha que me controlar. E afastei meu corpo dela um pouco sorrindo e apenas movendo minha mão suavemente por seu rosto. -Bom dia, pequena. -Falei carinhoso, tentando controlar o que ela fazia comigo.

-Veio passar o dia comigo? O dia todo senhorita?-Perguntei rindo roçando meu nariz em seu pescoço; –Logo você tomará banho aqui... Jantará aqui... Almoçará aqui... -Falei e a cada palavra eu lhe beijava, e passava minha mão suavemente na lateral do corpo dela. Eu queria ficar com ela, por mim já moraríamos juntos. Mas eu sabia que tinha protocolos a seguir e eu não queria seus pais a brigar com ela.



OFF
Qualquer coisa fala amoreca
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rikke Nørgaard
Aluno(a) Grifinória
Aluno(a) Grifinória
avatar

Mensagens : 193
Data de inscrição : 15/03/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 3
Ataque: 4
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE   Sex Jul 13, 2012 9:41 pm




don't be afraid to let them show your true colors






Tem coisa melhor do que planejar passar o dia com o namorado? Não, acho que não. Ainda mais poder vê-lo dormindo como um anjinho como ele está agora. Maas eu não consigo ficar assim quieta, esperando Thony acordar, então tem que ser à moda antiga, cutucando! Ele resmungou claro e eu ri baixinho. Ele era tãaao dorminhoco! Era capaz de dormir o dia inteiro se eu deixasse. Mas eu não deixo, né! O dia está lindo lá fora e é um desperdício não aproveitar.

E então veio a surpresa quando ele me puxou e beijou e eu soltei um gritinho. Mas foi bom. Roçei meus lábios nos dele, movendo, prolongando nosso primeiro beijo matinal. Thony apenas riu de minhas perguntas e me beijou mais. Me ajeitei sobre o corpo dele, pousando os cotovelos ao lado da sua cabeça. Sentia meu corpo arrepiar a cada toque e carinho e apenas suspirava.

– Muito comprometido – resmunguei baixinho enquanto ele me fazia deitar e ficava por cima de mim. – Se eu vir alguém dando em cima de você, apanha ela e você – corei, notando a posição que estávamos e ofeguei um pouco com os carinhos dele e retribui os beijos. É, ele sabe como me amansar direitinho. O que eu estava dizendo mesmo? Acariciei a nuca dele lentamente, sorrindo. – Bom dia, meu amor – ainda corada e acariciando as costas dele. – Não estava a espera de ser acordado de uma maneira tão carinhosa né? – ri baixinho e mostrei a língua para ele. Eu sei ser romântica. De vez em quando.

- Estava muito chato lá em casa, então decidi te fazer uma visita – ri com o questionário dele e senti meu pescoço arrepiar com o carinho. – Você sabe que por mim já viveria aqui. – comentei e enrolei meus dedos nos cabelos dele, brincando com os fios. – Mas como não posso e meu pai me enche muitooo o saco, eu considero este lugar o meu refúgio! – é eu só tenho ideias brilhantes. Tirando que não era um refúgio e sim um apartamento e todo o mundo sabia onde me encontrar quando não estava em casa.

- Sim, ele perguntou de novo sobre a data – fiz uma careta e Thony me encheu de beijinhos para suavizar. Ri. – Você sabe pelas regras dos nossos ancestrais eu já deveria estar casada com a minha idade. – bufei de leve. Mas eu acho que isso acontece tanto em famílias bruxas como trouxas. Mas eu quero esperar até terminar Hogwarts. E não creio que Thony tenha tanta pressa assim. Além que ninguém que frequenta Hogwarts é casado. Existe uma certa excepção na nossa geração, graças a Merlin.

Rocei os lábios no pescoço de Thony e dei uma leve mordiscada. Percorro minhas mãos pelo corpo muito quente dele. E bem, lembram que ele está só de cueca? Eu sempre fico sem saber onde colocar as mãos. Sou tímida, sim. Thony foi o único homem que vi assim, quase sem roupa. E eu sinto um calor em baixo que eu ainda não entendo muito bem o que é =x Melhor pensar em outras coisas. – Você já tinha planos para hoje? – acho que minha voz saiu um pouco desesperada neste momento. Sim, porque eu não sei se me controlo, se ficar mais tempo grudada ao corpo do moreno.



off: ficou meio estranho oo' qualquer coisa edito

Voltar ao Topo Ir em baixo
Anthony de L'Arche
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 69
Data de inscrição : 18/06/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 5
Ataque: 3
Defesa: 2

MensagemAssunto: Re: APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE   Qua Jul 25, 2012 2:50 pm

-Você anda violenta demais mulher, já disse isso?-Questionei rindo, beijando seu queixo delicadamente. -Seu refugio? Que todo mundo sabe onde é?-Questionei de forma irônica caindo na gargalhada. Logicamente ela só passaria despercebida ali se eu a enfiasse no baú, e mesmo assim corria o risco dela espirrar e a descobrirem ali.

Não era novidade as visitas que Rikke me fazia, na verdade ela as realizava agora com bastante frequência, não que eu reclame, apenas não gosto quando seus pais parecem irritados com tal fato. E os meus mais ainda, eu nunca fui de ligar para o que as demais pessoas pensavam, nas realidade eu pouco me importava eu sabia o que fazia, as consequência e as assumia totalmente.

-Pelos nossos antepassados eu nunca poderia tocar violão, você já deveria estar gravida.-Falei rindo fazendo cosquinha na lateral do corpo dela, não a deixando fugir de mim. Era uma realidade, apesar de toda sociedade seguir um padrão e logicamente realizar tudo as escondidas eu não o fazia, o porteiro de meu prédio sabia que Rikke era minha noiva, que ela tinha chave de lá pra ir e vir a hora que desejasse.

-Não havia pensado em nada... -Comente sentindo o carinho dela. E a virando na cama. -Acho que prendi uma gatinha selvagem...-Falei baixo no ouvido dela, rindo de sua reação, e a beijei, de forma suave aprofundando este lentamente, saboreando este. A abraçando com carinho enquanto uma mão acariciava seu rosto e a outra sua cintura. Em Hogwarts eram raros os momentos s sós que conseguíamos, ou alguém me chamava ou alguém a chamava ou ambos éramos chamados. Era um inferno privacidade naquele local, a tirar pelas salas vazias é claro. Mas estas eram bem disputadas e um dia ainda haveria uma fila de espera nelas.

-Senti sua falta…-Murmurei roçando meus labios no dela, suspirando com o carinho dela em minhas costas voltando a lhe beijar, sentindo minha mão entrar por baixo da camisa que ela usava, sentindo a pele dela tão macia e convidativa. E a pressionei mais contra a cama, deixando meu peso sobre ela. A beijando mais afoitamente, até ouvir ela emitir um som mais alto e abri os olhos a olhando.

Maças do rosto vermelhas, boca vermelha. E engoli em seco sabendo o que estava acontecendo e a soltei, rolando pro lado e a puxando pros meus braços, beijando to topo de sua cabeça. Respirando fundo algumas vezes, péssima ideia, péssima ideia. Tentei pensar em qualquer coisa que não fosse no calor dela. Maldição. Aquilo conforme passava o tempo era ainda mais dificil.

-Zangado? Porque eu estaria? Bebeu Rikke? –Perguntei sem entender o que ela falava até notar seu olhar envergonhado e ri. -Acredite, eu não vou te engravidar antes de casarmos, esse é um dos motivos, o segundo é você que manda quanto a isso e o terceiro... Nós precisamos evitar rolar na cama...-Falei de forma descontraída e tranquila, lhe dando um selinho e me levantando. Colocando rapidamente uma calça comprida.-Com fome? Pensei em panquecas, suco e acholatado...-Perguntei a puxando pela mão até mim e lhe beijando suavemente os lábios.




OFF
Desculpa a demora amoreca *-* qualquer coisa fala q eu edito tá?
S2
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rikke Nørgaard
Aluno(a) Grifinória
Aluno(a) Grifinória
avatar

Mensagens : 193
Data de inscrição : 15/03/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 3
Ataque: 4
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE   Ter Ago 07, 2012 11:30 am




don't be afraid to let them show your true colors






Bem, eu poderia passar horas ali, aconchegada contra o corpo de Thonny, mas isso significaria que eu não me controlaria e estragaria minha reputação. E sim, eu tenho reputação! Pode não ser das melhores, por ser bagunceira e estar sempre no meio das encrencas, maaaas nunca ninguém me viu saindo de uma armário de vassouras ou de uma sala com a roupa desarrumada e na presença de um garoto! E Merlin, eu já tinha visto tantas cenas dessas, devido ao meu cargo de monitora. É, eu sei muitos segredos dos alunos de Hogwarts e posso usar. Mas sou compreensiva demais – às vezes – e fico calada. Só uso se alguém se meter com o que é meu! E isso me leva ao facto de ser brava. Sim, eu sou. – Você sempre soube que eu era assim, então nem vem reclamar – soltei um risinho e baguncei um pouco os cabelos do moreno.

E bem ele tem razão – aliás tem quase sempre, mas eu sou teimosa demais e não dou o braço a torcer -. Todo o mundo sabe onde é meu ‘refugio’. Não é como se eu fosse a garota mais silenciosa do mundo. Eu gosto de falar e falar. Mas não me entendam mal. Eu posso ser a pessoa mais silenciosa se estivesse no meio de uma missão ou tentando fugir de detenções. Isso também se deve à minha forma animaga. É muito fácil me transformar e andar circulando por ai sem ninguém saber. Maaaas o que Thonny estava referindo é que todo o mundo sabe onde eu me enfio. E isso é algo inconveniente para uma menina solteira e de boas famílias como eu sou. Como se eu ligasse para a sociedade =x

Quantas vezes eu pegara emprestada a roupa de homem do meu irmão e andara por ai? Não acho certo meninas terem que usar sempre vestidos. É algo desconfortável, sabia? E calças é algo bem mais fácil de usar, além de confortáveis para corridas, montar vassouras e tudo o mais. É, se fosse pela minha família eu já estaria grávida e Thony não poderia tocar – Mas eu ainda não posso usar calça, ou roupa de homem, oras! Quero direitos de igualdade! – ri, me lembrando de uma festa há cerca de dois anos onde fugi de casa vestindo roupa de homem e o Thony teve o susto da sua vida.

Eu tentava de tudo pensar em outras coisas, do que o corpo de Thony praticamente nu, contra o meu. E por isso esse pensamentos de calças e roupas. Maaaas estava difícil! Ainda mais quando ele me prendeu na cama e me chamou de gatinha. Ele sabe o quando eu adoro isso. E gemi baixinho tentando me soltar, algo que simplesmente foi negado. Então eu deixei me levar pelos beijos e pelos carinhos, suspirando a cada toque. – Também senti a sua falta. – e é verdade. Quase nunca tínhamos privacidade, só quando eu escapava para o dormitório dele em plena madrugada. E isso se não acordasse Tristan em processo e ele começasse a resmungar.

Acariciei as costas do garoto que eram bem quentes e não me contive e cravei de leve as unhas, ouvindo-o suspirar. Acho que ele gosta disso, hm. E foi a minha vez de tremer um pouco quando senti a mão dele em contacto directo com a minha pele. Oh muito longe, muito perto, muito calor. Thonny me beijou com mais intensidade e eu suguei a língua dele, gemendo um pouco mais alto com toda aquela pressão e por sentir meu corpo quente demais. Estava sentindo coisas desconhecidas, um remoinho na minha barriga.

Ele se afastou e vi seu olhar mais escuro, cheio de desejo e mordi meu lábio inferior me sentindo mal. E então Thony rodou na cama, ficando deitado ao meu lado e eu deitei o rosto no seu ombro e com a mão passeando na sua barriga. – Você está zangado? – afinal ele queria mais e eu estava sempre o impedindo. Claro que eu sabia da fama dele com as garotas. Não sou surda e elas falam muito alto nos banheiros femininos. Eu tinha entendido parcialmente a explicação de Slytherin para entender como se faziam bebês. – Só não quero que fique chateado comigo. – por um lado eu quero, mas por outro sinto um medo horrível. E isso é estranho para mim. Sempre fui a primeira a jogar a cabeça no desconhecido.

Ri baixinho quando ele tentava me animar e retribui o selinho. – Podemos tentar, mas não sei se vai dar resultado – mostrei a língua para ele, descontraída e sapeca como sempre fui. E fiquei sentada na cama, admirando o corpo do garoto enquanto ele colocava a roupa. – Muita fome! E você tem tudo isso aqui em casa? – retorqui e me levantei da cama com a ajuda dele, colando o meu corpo no dele e retribuindo o beijo, enquanto fazia carinho nos seus cabelos. – Você sabe que eu gosto de comer – ri baixinho, me lembrando quando ele reclamava que não entendia como cabia tanta comida dentro de mim. – E nunca engordo! Acho que você nunca precisará de se preocupar com uma mulher gorda e feia. – okay, soou um pouco convencida. Maaaas eu tenho espelho em casa!

Me ajeitei e arrumei a minha roupa, e segui até à janela, puxando a enorme e pesada cortina, deixando a luz do sol entrar no quarto. A vista não era das melhores, mas estava um dia lindo lá fora e teríamos que aproveitar! – Você vai me mostrar Londres trouxa hoje? – ri e olhei para ele, sentindo-o abraçar minhas costas, enquanto admirávamos a cidade, e ouvindo os cavalos trotando lá em baixo. – Não é perigoso!! E eu estarei com você! – me voltei e enlaçei meus braços no pescoço dele. – Nunca poderia pedir por um protector melhor – dei selinhos lentos e depois puxei-o para procurar algo para comer ali em casa. Ou teríamos que comprar algo.



.off: desculpa a demora, querida! Se quiser pode finalizar no próximo post!!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Anthony de L'Arche
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 69
Data de inscrição : 18/06/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 5
Ataque: 3
Defesa: 2

MensagemAssunto: Re: APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE   Dom Ago 26, 2012 3:21 pm

Não pude deixar de ficar espantando ou até mesmo surpreso com o comentário de Rikke sobre eu poder estar zangado pelo fato dela ainda não querer nada mais intimo. E a encarei como se ela estivesse realmente bêbada, sei lá, contrabandos em Hogwarts rolavam solto e ela apesar de monitora, entendam não é um ser muito lá responsável de não se meter em encrencas, com o passar do tempo entendi perfeitamente o que ocorreu pra ela se tornar monitora: Godric estava bêbado, simples assim.

Não seja boba.-Foi tudo que lhe respondi de novo, sacudindo a cabeça e terminando de por minha roupa a convidando pra um belo café da manhã, afinal o que ela tinha de gatinha selvagem tinha de esfomeada, mas que ela não saiba dessa minha opinião pessoal. Não quero novamente greve de beijos. -Tenho muitas coisas aqui nesse apartamento, Milady.-Respondi a puxando da cama, e a puxando pra mim, lhe beijando os lábios lentamente, sentindo seus carinhos em meus cabelos. Maldita tentação.

–Na verdade atualmente desconfio que você tem uma lombriga ai dentro...-Falei implicando com ela e rindo do comentário dela sobre nunca ficar feia e gorda. -Droga, eu sempre me senti atraído por gordinhas.... -Brinquei desviando de um tapa, quando falo que tenho uma namorada violenta ninguém entende. Um dia ainda vou aparecer em Hogwarts cheio de hematomas e ninguém entenderá o motivo disso.

–Quem sabe... primeiro vamos comer.-Falei tirando os ovos do cestinho e começando a pegar o que precisávamos pra fazer um bom café da manhã. E desisti ao ver ela parada na janela e me aproximei a abraçando por trás, beijando seu pescoço e ombro calmamente. -Quem sabe.. -Murmurei vendo ela se virar e abracei sua cintura, olhando sua face agora menos rosada. –Meu medo não é dos trouxas, é de você os traumatizar...-Falei rindo, segurando sua face quando ela me deu vários selinhos e a beijando lentamente, pressionado ela contra o batente da janela.

-Se bem que eu tenho uma ideia melhor...-Murmurei baixo em seu ouvido mordendo seu pescoço. -Que envolveu eu e você…. E esse apartamento. -Falei baixo acariciando seu rosto e voltando a lhe beijar, afinal o café da manhã poderia esperar um pouco mais. De repente o som que eu ouvia mesmo não era da barulhenta manhã de Londres e seus cavalos a trotar, e sim das nossas respirações e corações acelerados. E aquilo bastava.


~~~~~~~~~~~~ POST FINALIZADO ~~~~~~~~~~~~

OFF DESCULPA A DEMORA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
APARTAMENTO DE ANTHONY DE L'ARCHE
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Arche – Miharu – Tiger – Zephyr
» Varanda...
» Forja de Edward Quinn - Pedidos e Vendas
» Ficha Simples de nível 2 - Anthony Winter - Earthbender
» {Apartamento Dos Lockser Emiya}

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fidelius RPG :: POSTS 6º ANO :: Residência - Mundo Bruxo e Trouxa-
Ir para: