Fidelius RPG
Seja bem vindo(a) ao FIDELIUS RPG!!! Por favor se cadastre e em um prazo de UMA semana no máximo você será liberado(a) e fará parte do segredo.

Fidelius RPG

Hogwarts sempre ajudará aqueles que a ela recorrerem!
 
FAQInícioPortalRegistrar-seConectar-se
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Direitos Autorais
Calendário ON



Fundadores



Protego

Compartilhe | 
 

 RP FECHADA - 18 de Agosto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Gwenevire Holland
Aluno(a) Lufa-Lufa
Aluno(a) Lufa-Lufa
avatar

Mensagens : 377
Data de inscrição : 27/10/2010

Ficha do personagem
Agilidade: 2
Ataque: 4
Defesa: 4

MensagemAssunto: RP FECHADA - 18 de Agosto   Qua Jul 18, 2012 9:16 pm

- RP FECHADA -



Kennel Von Gettard


Gwenevire Holland


Tristan Morgan

07 de Julho de 1805, 11h30
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gwenevire Holland
Aluno(a) Lufa-Lufa
Aluno(a) Lufa-Lufa
avatar

Mensagens : 377
Data de inscrição : 27/10/2010

Ficha do personagem
Agilidade: 2
Ataque: 4
Defesa: 4

MensagemAssunto: Re: RP FECHADA - 18 de Agosto   Qua Jul 18, 2012 9:57 pm








- APOLO! NÃO! Você não vai atrapalhar o meu encontro – berrava com o espelho, vendo Apolo quase lançar fumo pelas orelhas. Eu já sou uma menininha que precisa de proteção horas! – Se você aparecer lá eu arranco seu precioso nariz! – ele riu da minha cara e eu bufei – Eu estou falando sério! E se for o que você só mostra no armário das vassouras e banheiros? – é ele pensa que me engana. Eu nunca vi nada, claro. Sou muito inocente. Maaas eu ouvia o que as meninas falavam nos banheiros.

Então, depois de muita discussão e me arrumando ao mesmo tempo, mas com o espelho virado para a parece, eu consegui ficar pronta antes da hora, o que é uma coisa um pouco estranha. E por falar em estranho. Meu verão estava estranho demais. Eddie tinha desaparecido do mapa, ninguém sabia dele. Isso era muito estranho e meu pai estava preocupado, tentando acha-lo. Pela primeira vez em anos, meu pai não ligou a mínima para mim durante estas semanas, nem quis treinar comigo. Ou seja, eu pude fazer o que quisesse *-* fazer poções, feitiços, visitar meus amigos. Posso dizer que estava me divertindo imenso. Até já tinha levado o Kennel para conhecer a ‘mansão das trevas’. Mas só Connor estava presente nesse momento. Acho muito cedo meu pai saber de alguma coisa.

Enfim, mas o motivo da discussão era meu encontro com Kennel no Beco da Diagonal. Apolo estava sendo um chato no nosso relacionamento, sério. Tudo bem que somos quase como irmãos, mas precisam ficar se provocando iguais dois cachorros? Sóo queria que Kennel e Apolo se dessem bem. Mas parece impossível. Suspirei e fiz um carinho em Flicka, minha gata, antes de pegar na minha bolsa e depois no espelho – Sim, sim, eu grito por socorro. E eu estou normal! Não estou mais bonita – resmunguei. – Eu sempre me arrumo, você que é retardado e nem nota… - ciuminho de ‘irmão’ atacando Apolo. – Apolooooo, meu amor! EU tenho que ir comprar o material escolaaar, ou as lojas fecham para o almoço!! Mais tarde eu ligo e contooo todos os pormenores, okay? Tchau – desliguei e guardei o espelho na bolsa. Pelo menos Connor não fora assim tão chato, quando eu mencionei ir sozinha ao Beco. Talvez porque ele pensasse que eu apenas ia comprar meus livros e não soubesse que eu iria com Kennel =x

Peguei no pó de Flu, disponível na lareira do meu quarto e atirei, dizendo o lugar de destino. E depois senti aquele redomoinho horrível que só faz sujar meu vestido. Sai na minha loja preferida, de roupas e nem tive tempo de olhar para a nova coleção de vestidos! Mas eu precisava dar uma passadinha lá depois! Tinha coisas lindas no catálogo que fora para casa.

Fui para a rua principal e comecei a olhar para os lados, antes de andar até ao ponto de encontro. Floreios e Borrões, onde nos conhecemos pela primeira vez. E lembrando de como eramos crianças na altura… E por falar nisso!! EU FAÇO 16 ANOS DAQUI A QUATRO DIAS!! Quero festa, quero muitas prendas, hein produção? Pronto, parei. Entrei na livraria e percorri os corredores a procura de Kennel, mas ele ainda não tinha chegado. E bem, eu não gosto muito de esperar =x é, eu fico um pouco rabugenta. E eu pensando que estava atrasada… Segui até à área de poções e percorri meus dedos pelos novos títulos de livros que tinham saído durante este ano, vendo se algum me chamava a atenção. Eu estava seriamente pensando em seguir uma área de poções após terminar Hogwarts, ainda mais com o apoio do professor Darius

Senti alguém me abraçar por trás e sorri, com aperto na minha cintura -Kennel, você… - me virei enquanto falava e parei a meio da frase. Não era o meu moreno. – Ahh Tristan é você – pousei a mão na minha cintura, tentando afastar a dele. – O que pensa que está fazendo? – isso era estranho. Okay, confesso que ele é muito bonito, mas eu não sou daquelas que dá por ai!



mencionados: Apolo de Mileto, Edward Holland, Professor Darius
off: qualquer coisa edito!! só avisar =D


Voltar ao Topo Ir em baixo
Tristan Morgan
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 114
Data de inscrição : 13/03/2011
Idade : 26

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 3
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: RP FECHADA - 18 de Agosto   Qui Jul 19, 2012 12:38 am



Sexy Raven

First kiss and problems!

- Sabe gatinha... – pisquei pra ela e mordi o lábio inferior. – Eu não espalho muito isso por aí, mas eu sou animago... – segurei a mão dela por cima do balcão. – E posso ser bem animal se você pedir...

- SLAPT! – e esse foi o tapa. E a marca dos cinco dedos na minha cara, por consequência.

Droga! Eu devia ter chamado ela pra tomar um sorvete antes, teria dado mais efeito e com certeza me garantiria maior chance de sucesso em conseguir um desconto para os meus ingredientes de poções... Ah sim, alô men! Hoje vim ao Beco Diagonal comprar o meu material de Hogwarts. Mamãe deixou que eu viesse sozinho, parece que o novo emprego dela vendendo cosméticos para bruxas idosas tem sido bem lucrativo... Então hoje basicamente sou só eu, meu cartão de crédito Leprenchaun Plus e os materiais de Hogwarts a comprar (e se der algunas cositas más...).

A propósito, a gatinha da Farmácia Mullpeppers acima não me deu um fora. Ela estava apenas sendo observada pelo seu supervisor para me dar descontos nos olhos de salamandra albina e aceitar dar um pulo comigo ali no beco... Bom, pelo menos eu já tinha pegado o necessário e básico pra o meu kit de poções. Sim, eu pretendia entrar pra o Clube de Poções esse ano. Depois do incidente com a espinha e um mergulho na banheira com a Sarah, que vou te contar... Me animou por noites!, eu meio que percebi que poções são essenciais pra uma vida saudável. E pensando-se que eu tinha ido bem nas NOM’s, a carreira de curandeiro do St. Mungus de repente me pareceu muito mais promissora. E Poções é essencial pra isso. Quer dizer, onde mais eu posso encontrar gatinhas fragilizadas cheias de amor pra dar e prontas a receber carinho de um corvo magia como eu?

Enfim... Só faltavam os meus livros. E que lugar melhor para encontrá-los do que na Floreios e Borrões? Andei pela rua central do Beco, observando as lojas e gatinhas que passavam. Epa, aquela ali riu mesmo pra mim? Eu sei que seduzo elas fácil... Confesso que fiquei impressionado hoje, não precisei de seguranças e não encontrei uma multidão de garotas ensandecidas querendo um pedaço de mim. Mas também... São as férias, seria difícil encontrar minhas fãs assim.

Entrei na loja de livros, e meus olhos repentinamente brilharam. Aquilo era o paraíso! *---* Quer dizer, o segundo paraíso, porque o primeiro dos meus sonhos era composto só por gatinhas que me desejavam; mas eu sou corvino afinal, gosto de livros. E quando digo que sou uma exceção no mundo bruxo masculino, é verdade: sou inteligente E sou bonito. Onde mais as garotas iriam encontrar essa perfeição criada por Merlin, senão em mim?

Apanhei os livros da escola rapidamente, me deparei com a última edição de “501 maneiras de encantar uma garota” e perdi meia hora lendo as dicas de captura de meninas na escola. Vagueei o olho por outra prateleira e fiquei muito tentado a levar “Gatinha ou leoa? Saiba como dominar mulheres ariscas”, mas não... Grifinórias eram garotas problemas. Depois da velhaca Esmeralda, eu ficara seriamente tentado a evitar gatinhas vermelhas... Elas são chave de cadeia! Vão por mim... u.u Olhei a lista de materiais e finalmente me dei conta que se aproximava a hora do almoço.

- Droga! Esqueci o de Poções... – me virei e fui para a sessão de Poções.

Mas quando olhei para o corredor me deparei com alguém conhecido. E é claro que rapidamente minha viagem tomou um rumo diferente... Aquela menina... Era uma gatinha texuga. Claro que eu reconheceria aquele caldeirão de longe... Fiquei semanas no corredor das cozinhas de Hogwarts na captura da texuga perfeita. E Gwen bem podia ser a minha lufana, eu jamais esqueceria ela... Tá certo que ela tinha um rolo com aquele sonserino estranho, mas era só uma questão de conhecer o corvo aqui pra ela esquecê-lo.

Me aproximei lentamente e a abracei por trás. Yeah! Ela tava no bico do corvo! o/ Fiz um carinho em sua barriga, e notei que ela se desmontou toda. Aproximei minha cabeça do pescoço dela, e dei um beijo suave. Ela tinha um cheiro bom... Meio que floral. E é claro que eu podia sentir, com meus instintos suçuaranísticos, os feromônios dela.

- É claro que sou eu, e posso ser seu moreno se quiser... – disse sorrindo. – Não é nada... Só que eu te vi, e quis vir te cumprimentar. – me afastei rapidamente quando ela empurrou minha cintura para trás. Ué? Eu não quero tomar outro tapa em menos de 24 horas... u.u Minha pele máscula de pêssego agradece. – Relaxa! Eu não fiz nada demais... Só te abracei. - levantei as mãos na defensiva. - Eu sei que não tenho uma boa fama entre vocês lufanas... Mas, é que dói sabe... As vezes, gostar de alguém e não ser correspondido. E de repente você vê a pessoa com outra, e dói... Eu sei que foi errado o que fiz com a Mel e a Dylan, mas é porque eu queria me aproximar de outra garota da Lufa-lufa. - lamentei num tom meio triste. Se violinos tocassem ao fundo eu seria o novo drama king. E deixei claro que era ela de quem queria me aproximar. - E então, vendo livros de poções? - mudei de assunto, corando.

Fiz uma sugestão com a cabeça olhando pra ela. Ela realmente era uma lufana muito bonita... E de alguma forma me atraía como todas as outras gatinhas de maneira especial. Os lábios dela eram tão macios...

- Sim, sim. Vim pegar o livro de Poções desse ano. – olhei pra ela. – Você era monitora de Poções no ano passado não é? Será que você podia me ajudar esse ano? – mordi o lábio inferior novamente, como que pedindo ajuda (Marmanjada, aprenda, essa é a maneira de fisgar gatinhas...) – Sim, eu pretendo entrar para o Clube de Poções, sabe...“E você pode me mostrar como mexer o caldeirão também...” estufei discretamente o peito, para mostrar meu tórax de corvo definido.

- Sim, eu fiz alguns exercícios essas férias... Estão sendo ótimas! E as suas? – abaixei a cabeça rindo. É, nunca falhava. Eu estava seduzindo ela lentamente... – E me diga, o que está fazendo por aqui sozinha? Uma menina tão bonita como você não devia estar sozinha a essa hora... – ela deu um risinho e começou a falar. – Encontro as onze e meia? – olhei no relógio e o tempo já passara há séculos. – Acho que certo alguém está atrasado... – notei uma nota um pouco desapontada na voz dela. Eu podia aproveitar isso...

- Bom, se você quiser podia te levar para almoçar. – sugeri. “... e depois dar um pulo por aí... Sei lá... A sessão de História da Magia é bem vazia a essa hora...”Sabe, eu não entendo esses meus colegas... – me aproximei um pouco, e percebi que as mãos dela tremiam. – Não consigo entender como eles conseguem se atrasar pra encontrar uma garota tão legal como você... – me aproximei mais, e levei a mão suavemente a face dela. Ela estava ficando realmente sem jeito e vermelha... Segurei a mão dela e ela não repeliu. – Se fosse comigo, eu jamais deixaria você esperando. Pelo contrário, eu que esperaria por alguém como você... – charme avassalador mode on. Ela também estava atraída, eu sabia. Ela sabia e sentia. – Você é tão linda... – os lábios dela me chamavam... Corvos se preparem em três... Dois... Um...

E a tentação de Merlin foi maior, não resisti e me aproximei. Coloquei a mão em sua cintura e a apertei contra a estante de livros. Olhei para os olhos dela, e percebi que ela arquejava. Fechei os olhos e encostei meus lábios nos dela... Eles realmente eram macios e quentes. E toda a corvidade comemora com fogos neste exato momento! Esse foi o meu primeiro beijo... o/ Mas ninguém precisa saber, OK? OK??? Ò.Ó Escutei uma tosse... O.O Hou... hou... Acho que temos problemas a vista.





… Continues!
Tristan Morgan ❖ Floreios & Borrões ❖ Beco Diagonal

Template by ~moony/modified

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kennel Von Gettard
Aluno(a) Sonserina
Aluno(a) Sonserina
avatar

Mensagens : 19
Data de inscrição : 01/12/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 3
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: RP FECHADA - 18 de Agosto   Qui Jul 26, 2012 3:14 pm




{ "fight" for my girl or run for my life I

Lost again, your dreams all turned and tossed again, and mine all double crossed again - in the same old way, you won, I'm lost again, lost again, I'm on my own - washed up again,all alone, mixed up again - in the same old way, destiny won, I'm lost again.





--------Graças a meu último feito com a Kaylee naquele orfanato agora estavamos morando com o dono da lanchonete da esquina já que ele era o único outro bruxo por perto, não sei porque Sophie se irritou tanto quando soube que estavamos procurando coisas sobre nossos pais, tipo, ela ficou soltando fumaça pela fuça literalmente e só não berrou porque todos estavam dormindo.
Mas enfim, não precisava me preocupar com essas coisas hoje, só com parecer aceitável pra Gwen, vai que nas férias os padrões pra namorado dela sobem, quer dizer os padrões pra meninos. Eu sou muito burro, devia ter pedido ela em namoro antes das férias, vai que... Argh, se concentra em amarrar o sapato Kennel.
Pra ajudar eu estava atrasado, mas a culpa não era minha se todos resolveram fazer as compras pras aulas hoje, odeio afobação e gente passando a mão em lugares indevidos, muita invasão de espaço pessoal, e o problema é que tudo o que você pode fazer é dar uma olhada feia pra pessoa que você ACHA que fez aquilo, realmente..
Eu iria me encontrar com Gwen na Floreios e Borrões, me pareceu um bom lugar já que foi lá onde nos conhecemos, não é muito bom para um encontro mas de qualquer forma eu não planejava ficar ali com ela muito tempo. A loja estava cheia, mas no meio daquilo tudo eu a vi passeando entre as sessões, aqueles tremiliques tensos começaram e eu senti meu estômago dando voltas, que coisa gay.
Interessante é o fato de quando se está com pressa, cada pessoa no recinto tem que teimar em ficar na sua frente e dar um jeito de atrapalhar, uma boa teoria a ser estudada. Cotoveladas e pisões de pé depois eu consegui chegar ao corredor onde tinha visto a menina, só que não havia mais ninguém ali - Gwen, tá por aqui?- dei a volta na estante e me deparei com uma cena nada agradável. Tinha um casal se atracando em pleno meio de corredor, só que o garoto estava meio que forçando a menina, e a menina era reconhecível em qualquer situação. Ok, tem um garoto agarrando a Gwen e você fica conversando com si mesmo, muito bem Kennel.
Eu não sabia bem como interromper aquilo, então apenas tossi pra chamar atenção e cruzei os braços, passando o olhar dos livros pro garoto assim que ele se virou para mim - Se não for muito incomodo, pode por favor tirar esse protótipo de língua da boca da minh- da garota?- maneiro foi eu ter dito isso com o tom de "Hey me passa a geleia" quando na verdade eu queria empurrar aquela estante nele - E também seria legal se você pudesse arranjar uma pra si ao invés de pegar a dos outros, quer dizer, se sua capacidade mental lhe permitir isso, mas acho que você não consegue, certo?


○ tagged: Gwen, Tristan
○clothes: aqui
○notes: vish, não escrevo com ele a tanto tempo que acho que esqueci O_O enfim, ficou uma porcariazinha porque eu não sabia o que fazer e ele não ia chegar na voadora /o/ se precisar mudar algo me avisem w.w

Lost in Space by Caah at tdn ,
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gwenevire Holland
Aluno(a) Lufa-Lufa
Aluno(a) Lufa-Lufa
avatar

Mensagens : 377
Data de inscrição : 27/10/2010

Ficha do personagem
Agilidade: 2
Ataque: 4
Defesa: 4

MensagemAssunto: Re: RP FECHADA - 18 de Agosto   Ter Ago 07, 2012 12:58 pm









Já que eu estava ali nos Floreios e Borrões eu podia dar uma olhada nos novos livros e quem sabe comprar um presente para mim própria! Na verdade, eu estava pensando em comprar aquele vestido acetinado que tinha visto no catálogo, mas mais de um presente também é legal. E eu nem precisaria me preocupar com o dinheiro, isso nunca foi algo que me faltou. Eu tinha uma herança enorme e poderia usar tudo o que eu quisesse.

Estava lendo os títulos dos livros, quando senti alguém me abraçar por trás e aquele não era o meu moreno. Não era o cheiro dele e Kennel nunca me daria um beijo no pescoço. Então quem seria esse garoto abusador? Me virei e vi Tristan, o que me fez arregalar os olhos. Ele era bem atiradiço mesmo! Eu tinha ouvido as histórias de Mel e Dylan sobre o baile. E parece que ele leu meus pensamentos porque logo falou sobre isso, tentando se desculpar. Mas eu não sou uma lufana normal e boazina, e sério às vezes me pergunto como eu não cai na Sonserina.

Mas enfim, eu sou desconfiada e aquela história de ele gostar de mim – sim, porque ele deu isso a entender com o que disse - é um pouco estranho. Afinal nunca falamos muito. E não era um bom começo com ele me abraçado assim do nada e beijado meu pescoço! Tudo bem que ele é gatinho, maaaas eu estou com Kennel. Apesar de ainda não ter acontecido nada demais entre nós, porque nem namorávamos ainda. Estavamos no chove, não chove. Mas eu não daria o primeiro passo. Porquê? Oras eu sou menina!

- Sim, eu estava vendo os novos livros e pensando em comprar algo extra-curricular. – eu sou um pouco nerd, fazer o que? E todo o mundo sabe pelo meu amor por poções. – Veio pegar o livro deste ano? – comentei e apontei com o dedo, mostrando onde se encontravam os exemplares. Sim, porque como uma menina certinha como eu sou, já tinha comprado todo o material durante a semana passada. – Sim eu era a monitora – disse com um ligeiro tom de orgulho, na minha voz. Afinal o Professor Darius tinha me confiado bastante. – Oh claro que posso ajudar! Mas não vi você no clube de Poções no ano passado – ele tinha tocado no meu ponto fraco. Adorava ajudar os outros nas tarefas e ensinar. Já tinha pensado em seguir a área de ensino, mas não sei se teria muita paciência com os alunos mais burros.

E bem, Tristan parecia interessado demais e eu, inocente como sou nem notei a malicia no seu olhar. Talvez se o tópico de conversa fosse outro eu notaria. – Mas para aprender poções você tem que estar sempre treinando e não só na escola… tem feito exercícios? E como tem sido as suas férias? – eu sei ser educada, oras. – As minhas estão sendo perfeitas! – disse empolgada. E era verdade. Meu pai tinha me deixado em paz pela primeira vez em anos. – Tenho tido tempo para fazer várias coisas que gosto, entende? E minha família tem me deixado sossegada. - me encostei descansadamente contra a estante de livros. A conversa estava agradável e até agradecia por ter companhia enquanto esperava por Kennel. E então ele bateu no ponto certo. O motivo de eu estar ali sozinha. – Oh eu tinha um encontro com Kennel às onze e meia… - fiz uma careta. Eu sei que eu costumava ser atrasada, mas Kennel estava muito muito atrasado! – Está mesmo… mas deve ter acontecido algo. – tentei justificar o facto de ainda estar sozinha àquela hora.

Tristan prontamente me disse que poderia me levar para almoçar e eu arqueei um pouco a sobrancelha, e tremi um pouco quando o vi aproximar-se mais de mim. Perto demais. – Não, eu vou ficar aqui, ele deve estar chegando… - mas fui cortada pela voz do garoto, que recriminava o atraso de Kennel. Espera ai! Só eu podia reclamar! Fiquei meia sem reacção quando ele colocou a mão na minha face e coloquei uma mão no peito dele, tentando que ele não se aproximasse mais de mim. Mas ele era pesado! Será que este é o momento que eu coloco meu joelho para cima e bato entre as suas pernas como Mile me ensinou?

Eu estava tão emersa nesses pensamentos que só notei que algo estava errado demais quando a mão de Tristan ficou na minha cintura e ele me apertou contra a estante de livros. Arregalei os olhos e tentei o empurrar quando ele encostou nos meus lábios. Como assim ele tinha a coragem de me beijar?! Meu primeiro beijo! E eu me guardando este tempo todo! Começei a empurrar o garoto com mais força mas ele nem parecia notar os meus esforços. E então ouviu-se um barulho atrás de nós e ele me soltou.

Levei a mão aos meus lábios e os limpei com a costa da mesma, me sentindo meia suja e usada. E com vontade de chorar. Levantei os olhos e vi Kennel olhando para nós e falando com Tristan. Me senti aquecer quando ele me chamou de ‘sua garota’, mas eu via o olhar de fúria dele. Se eu não fizesse alguma coisa, ou falasse, era bem capaz de os dois se pegarem ali mesmo. E bem, como ele estava distraído isso me deu mais mobilidade e consegui sair do seu abraço. E dar uma joelhada nele! – Nunca mais me toque! É pra você aprender – eu estava furiosa e olhei para Kennel.

Será que estava chateado comigo? Eu não tive culpa! – Kennel, ainda bem que você apareceu… - me afastei da estante e dei a volta em Tristan, que estava quase ajoelhado no chão, gemendo de dor e me aproximei do sonserino e quase me jogando nos braços dele. Senti ele abraçar minha cintura e continuar a insultar Tristan e apenas fechei os olhos. Isso não estava acontecendo. Eu estava sentindo raiva, é claro. Eu tinha sido beijada. Mas queria sair dali o mais rápido possível. Nunca mais aquela secção de Poções seria um lugar que eu iria sem me lembrar do que aconteceu. E bem, eu acho que não vou sair assim tão rápido desse lugar.


.off: mil perdões pela demora!! qualquer coisa edito

Voltar ao Topo Ir em baixo
Tristan Morgan
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 114
Data de inscrição : 13/03/2011
Idade : 26

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 3
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: RP FECHADA - 18 de Agosto   Qui Ago 09, 2012 10:43 pm



Sexy Raven

First kiss and problems!

E esse foi o mais estranho, confuso e conturbado primeiro beijo de toda a história da humanidade. Quer dizer, na verdade não foi exatamente algo consensual pra ser sincero... Foi mais um beijo roubado, mas não por isso menos importante e menos legal. A mão de Gwen subiu ao meu peito, e antes que vocês digam que ela estava tentando me repelir, não era verdade! u.u Eu sabia que ela na verdade estava com toda certeza apalpando meus músculos peitorais definidos e se aproveitando da situação.

Mas não foi o desejo dela de tocar cada pedaço do meu corpo sensual com voracidade que me fez me afastar, foi a tosse rouca e forçada que escutei. Primeiro pensei que poderia ser um atendente da Floreios & Borrões, mas quando abri o olho direito e vi de esguelha na ponta do corredor um carinha franzino e rosado, com óculos que pareciam fazê-lo mais aparentado a um inseto gigante do que a um ser humano normal, foi que a ficha caiu. Kennel tinha chegado.

- Su... sua garota? – gaguejei rápido tentando pensar numa explicação plausível... E nessa hora os neurônios falharam. – Eu juro que não toquei nessa menina! - respondi rapidamente a primeira coisa que me viera na cabeça.

O que obviamente não foi a melhor ideia do dia e nem do século, primeiro porque minha roupa estava amassada como a da Gwen, eu ainda estava com a mão na cintura dela, segundo que as minhas maçãs estavam coradas por causa do beijo, e terceiro porque há menos de dez segundos meus lábios estavam encostados nos dela e a minha cara malhada e sem jeito denunciava tudo aquilo. Ergui as mãos rendido, e talvez esse tenha sido o erro principal...

- Eh... Bem... - não tinha palavras pra explicar, e comecei a suar frio. - Au! – gemi de dor, sem ar e dobrado sobre o quadril, sendo surpreendido pela menina.

Sim, men, acabamos de ter um atentado violento e brutal contra a humanidade! Gatinhas desse mundo estão chorando desesperadas neste exato momento com dó e preocupadas com o estado físico do sorriso mais sexy do Semanário das Bruxas, porque? Ué, a princesa texuga tentou acabar com o futuro da descendência Morgan chutando o pobre Morgan Júnior neste exato momento. Puts, mas até o chute dela era sensual... x.x FOCO, TRISTAN!

- Eu... eu... – eu não conseguia falar. O ar faltava e os países baixos doíam. E para as gatinhas que não sabem como é isso, acreditem: é a pior dor do mundo!

Eu estava de joelhos com os olhos ainda arregalados de dor, o sonserino continuava me xingando com toda a sua fantástica criatividade para palavras de quem está conversando enquanto toma um chá da tarde, Gwen parecia prestes a choras ao lado dele. “Ah, fala sério! O beijo não foi assim tão ruim...” Tudo bem que não foi algo muito consensual, mas um beijinho roubado não mataria ninguém... Ou mataria?

Foi quando vi o sonserino fazer a menção de apanhar a varinha que a coisa ficou clara. Não adiantaria eu tentar argumentar, me esconder embaixo da estante, pedir desculpas ou falar que foi tudo um grande mal entendido. Mas vou deixar claro uma coisa, nós corvinos somos inteligentes, duelamos sim, é claro, mas sempre pensamos na melhor opção. E naquele momento tudo o que eu não faria seria dar uma de grifinório corajoso desmiolado. Foi a dica de ordem que Thony me deu no ano passado que me fez agir: “Se a coisa complicar, corra sempe!” e foi o que eu fiz.

Mas tipo, não foi aquela corrida atlética e sensual ao redor do lago para que as meninas vejam, babem e desmaiem entre gritinhos chorosos; foi algo mais do tipo “Vazei geral galera!”. E acreditem, correr desesperadamente, após o Morgan Júnior ter sofrido uma tentativa de homicídio é para poucos. Virei o corredor e segui para a sessão de Astronomia quando um feitiço tirou fino da minha orelha, ouvi passos atrás e quando olhei de esguelha na curva, vi que o sonserino estava vindo atrás. Escutei o choro da Gwen, e aí entendi que a coisa tinha se complicado.

Corri pela sessão de Astronomia, virei nas prateleiras de Direito Bruxo, e quando vi que tinha deixado o sonserino correndo ainda na ala de Astronomia, surgiu a ideia: eu era animago. Fechei os olhos e relembrei tudo o que aprendera no Clube de Transfiguração do professor Damian. O chão ficou mais próximo da minha barriga, meus dedos se reduziram e minhas unhas viraram garras curvas, pelos pardos e bigodes pontiagudos surgiram. Escondi rapidamente com as patas as minhas vestes embaixo da estante de maneira que ninguém encontrasse. Depois eu as recuperaria... Continuei correndo, agora rebolante, seduzente e felinamente.

Tudo bem que uma suçuarana não é exatamente o tipo de coisa que você costuma encontrar em uma livraria, mas pelo menos ninguém sabia que eu era animago além dos meus colegas do clube. Embora deva confessar que ainda assim, eu era um gatinho de arrasar corações de gatinhas aflitas. Quis dar uma última olhada na Gwen antes de fugir de vez. Voltei para o corredor de Poções, e vi a menina ainda chorando, sozinha ali... E isso me fez reagir estranhamente.

Eu não sei o que exatamente aconteceu comigo, ali, naquele momento, mas me senti mal. Virei a cabeça e a encarei de longe curioso. Não queria que ela se sentisse assim triste, nem fazê-la chorar. Eu agira por impulso, confesso, mas bem... Não foi algo que eu consegui controlar, ela era bonita e os lábios dela me chamavam! Fiquei com raiva de mim mesmo por não ter resistido a tentação. O beijo deveria ter um significado maior para ela do que para mim... Eu não conseguia entender isso, mas o aperto no meu peito felino dizia que eu não fizera a coisa certa.

Além disso eu sempre lembraria dela como alguém especial, porque mesmo roubado, foi ela quem eu beijei pela primeira vez... Talvez não fosse o momento certo para me transformar e pedir desculpas, surgindo como vim ao mundo na frente dela (embora isso provocasse com 99,9% de probabilidade um ataque cardíaco fulminante de emoção na gatinha texuga...), depois eu podia tentar consertar tudo. Me aproximei lentamente sob minhas patas almofadadas sem fazer barulho e me esfreguei nas pernas dela ronronando. Não sei se foi a expressão de susto dela de ver uma onça parda da América Latina surgir repentinamente no meio de uma livraria bruxa em Londres, se foi a reação carinhosa de um felino sanguinário e carnívoro ou os passos do sonserino voltando que a espantou mais.

- Miau! – tá, não foi um miado másculo e nem testosteronado. Tava mais pra gato castrado de estimação de alguma bruxa velha solteirona, mas enfim.

Ergui os olhos brilhantes para ela e lambi a mão como que em um pedido de desculpas. "Depois eu acerto as contas, gatinha." Pulei pela janela aberta antes que Kennel aparecesse, escalei pelos canos em direção ao topo da loja ao lado... Era melhor ficar fora de vista por um tempo. O tenso seria voltar sem roupas para dentro da Floreios e Borrões depois, mas isso eu resolveria mais tarde. Por que eu estava me sentindo tão mal? Gatinhas nunca tinham feito eu me sentir assim antes, pensei, enquanto corria atrás de um pombo.





… Finish!
Tristan Morgan ❖ Floreios & Borrões ❖ Beco Diagonal

Template by ~moony/modified

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kennel Von Gettard
Aluno(a) Sonserina
Aluno(a) Sonserina
avatar

Mensagens : 19
Data de inscrição : 01/12/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 3
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: RP FECHADA - 18 de Agosto   Sex Out 05, 2012 2:00 pm




{ "fight" for my girl or run for my life II

Lost again, your dreams all turned and tossed again, and mine all double crossed again - in the same old way, you won, I'm lost again, lost again, I'm on my own - washed up again,all alone, mixed up again - in the same old way, destiny won, I'm lost again.





--------Nunca puxei uma briga pelo simples fato de que se eu fizesse isso, acabaria morrendo. Quer dizer, teve uma vez no orfanato quando um garoto maior quis me bater porque sem querer eu esbarrei nele e derramei o pudim que ele comia e o resultado disso foram seis longas horas preso dentro de um armário. Na atual situação o maior risco era do Tristan usar todo o super poder dos músculos que dizem que ele tem e acabar deslocando a minha cara.
Antes que eu fizesse qualquer coisa Gwen já havia acertado tragicamente o garoto, sim eu fui idiota o suficiente pra sentir pena, e ela estava ao meu lado. Ok os novos acessórios ainda estavam latejando na minha cabeça mas vi que ela estava.. chorando? Chifres. Não sei porque ela estava chorando, só sei que era motivo o suficiente pra eu perdoá-la e deixar a explicação pra mais tarde. Chifres. Chifres eu tenho chifres, ok, chifres, será que no mínimo passo por um viking?
A menina soluçou mais uma vez e eu envolvi sua cintura com o braço enquanto passava o olhar dela para o pequeno verme no chão - Seu... TRASGO DE TETAS ELA TA CHORANDO POR SUA CULPA! - vamos lá, o plano A: aproveita, dá mais um chute e sai correndo com a Gwen da loja.. não.. argh maldita desvantagem de tamanho, eu devia seriamente começar a pensar em levantar uns pesos ou tomar alguma coisa porque toda essa minha tendência a ser tão forte como um galho está começando a me atrapalhar.
Só tinha uma coisa a fazer e o dono da loja não ficaria muito feliz. Vasculhei o bolso do casaco procurando a varinha e quando a puxei o garoto não estava mais ali. - Ahm eu.. espera aqui.- soltei a cintura dela e virei o corredor atrás de Tristan.
Sabe de uma coisa? Pelo menos eu corria mais masculamente do que ele, porque aquilo parecia o pulo da gazela, e isso, e o fato de eu ter uma varinha (entenda como quiser), fez com que eu tivesse coragem suficiente pra correr mais e pra lançar o primeiro feitiço quando o maldito estava a meu alcance. O lampejo vermelho passou perto dele mas acabou atingindo uma estante e fez os livros voarem e trancarem o caminho. Nesse ponto eu já estava me amaldiçoando mentalmente e dando a volta para encontrar a menina novamente, torcendo pra que pelo menos algum dos livros (preferivelmente uma enciclopédia) tivesse caído na cabeça daquele verme. O fato de que o garoto tinha fugido de certa forma fez meu ego subir a um nível que nunca tinha conhecido e isso fez eu me sentir bem.
Assim que voltei e vi Gwen ainda chorando acabei percebendo como aquilo me incomodava, não queria ver ela daquele jeito. Me aproximei cuidadoso e abracei a menina de lado e passei o indicador em seu rosto limpando as lágrimas - Ei, tá tudo bem. Eu não estou brabo. - sim eu estou mas é superável. - Gwen já passou, ele foi embora. - então ela explodiu e anunciou praticamente para a loja toda que tinha sido o primeiro beijo dela.
Isso não tornava as coisas mais fáceis e eu não tinha a mínima ideia de como ajudar. - Ah, bem.. foi bom, de certa forma.- ela arregalou os olhos e eu parei em frente a menina - Soou esquisito, bem esquisito. Mas é porque quando eu fizer isso.- me aproximei mais dela e toquei seus lábios levemente, sentindo meu rosto queimar [color=indianred]- Você ter certeza de que é com esse que você quer ficar.- voltei ao lugar e escondi as mãos nos bolsos encarando o chão, provavelmente parecendo um tomate.



○ tagged: Gwen, Tristan
○clothes: aqui
○notes: quanto tempo isso ficou pendente, alok oO enfim, desculpa pela demora e pelo post ter saído esse lixo, mas foi o que consegui depois de semanas sem escrever D: vou parando por aqui e me avisem qualquer coisa x.x AÇÕES FINALIZADAS

Lost in Space by Caah at tdn ,
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: RP FECHADA - 18 de Agosto   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
RP FECHADA - 18 de Agosto
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Fábrica] Mega Coders [FECHADA]
» Último Leilão!!!
» Leilões de Imóvel - Informações Online
» Feliz Aniversário Juan1208!
» [Crônica Fechada] Sinister Cabaret - Vampire The Masquerade - Denver By Night (Crônica Livre)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fidelius RPG :: POSTS 6º ANO :: MUNDO Bruxo e Trouxa-
Ir para: