Fidelius RPG
Seja bem vindo(a) ao FIDELIUS RPG!!! Por favor se cadastre e em um prazo de UMA semana no máximo você será liberado(a) e fará parte do segredo.

Fidelius RPG

Hogwarts sempre ajudará aqueles que a ela recorrerem!
 
FAQInícioPortalRegistrar-seConectar-se
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Direitos Autorais
Calendário ON

Fundadores




Protego

Compartilhe | 
 

 1º de setembro - RP Fechada.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Sunny Allen
Professor(a)
Professor(a)
avatar

Mensagens : 103
Data de inscrição : 23/12/2010

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 8
Defesa: 8

MensagemAssunto: 1º de setembro - RP Fechada.   Dom Ago 12, 2012 1:24 am

1º de setembro de 1805
RP FECHADA
Parte da manhã, antes do almoço.
(Sim não damos aula hoje de manhã u.u)

Drake Duhamel
Sunny Allen


Vindos daqui
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sunny Allen
Professor(a)
Professor(a)
avatar

Mensagens : 103
Data de inscrição : 23/12/2010

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 8
Defesa: 8

MensagemAssunto: Re: 1º de setembro - RP Fechada.   Dom Ago 12, 2012 1:30 am






Thinking of you!
"Comparisons are easily done once you've had a taste of perfection, like an apple hanging from a tree. I picked the ripest one, I still got the seed. (...) I wish that I was looking into your eyes. Oh won't you walk through and bust in the door and take me away? No more mistakes cause in your eyes I'd like to stay."






Acho que Aurora estava mais animada pra ir pra escola, do que eu animada pra deixa-la. Não poderíamos permitir que ela continuasse sempre na casa da mãe do Drake, não queríamos sobrecarrega-la e por mais que ela fosse um amor, Aurora era nossa responsabilidade e não a dela. Sendo assim, decidimos que o melhor era coloca-la em um lugar onde nossa bebê pudesse ter pessoas que cuidassem dela e também pudesse crescer com amigos, por que querendo ou não, os tempos são outros e se não fosse esse o caso, eu adoraria que ela crescesse em um ambiente parecido com o que eu cresci. Parecido, por que eu mal sabia as coisas que haviam por trás de toda a minha felicidade, mas agora são lembranças passadas.

Aparatamos, a escola não era muito perto e então não achamos seguro usar a vassoura. Por mais que a pequena odiasse aparatar, era o melhor meio de locomoção.
- Já acabou, amor. Já passou. – Falava tentando acalma-la, que quando não vomitava chorava, e ficava sempre molenguinha. Depois se secar o seu rosto e de deixa-la comer um bom doce, a menina parecia bem melhor, apesar de ainda ficar debruçada sobre o meu ombro, cansada. Mas usaríamos aparatação tantas vezes, que tenho certeza que ela logo passaria a se acostumar, não que a sensação fosse se tornar mais agradável.

Quanto mais nos aproximávamos da creche, mais meu coração ia ficando pequenininho. Sentia uma vontade enorme de correr com ela pra longe, levar ela comigo pra Hogwarts e mantê-la onde pudesse ficar de olho em cada um de seus movimentos, mas não podia. Por mais incrível que pareça Godric me disse que estava na hora da nossa menina da seu primeiro passo e começar a descobrir o mundo de uma forma, que nós não podemos ensinar e o máximo que podemos fazer é ficar lá, prontos pra ouvir interferir quando for realmente preciso, que isso faz parte de ser responsável por alguém e ele tem razão. Não que meu pai soubesse muito sobre o crescimento de criança, ele ainda é bem estranho quando se trata de ficar responsável por Aurora nem que seja por 1 minuto e ainda não pega ela no colo, mas eu sabia que em seu coração ele sabia mais sobre ser pai, do que eu imaginava.

Entramos na pequena escola e tentai parecer forte, pra que a minha menina fosse forte. Sorria e brincava com ela, comentando sobre outras crianças que corriam por ali, mas no meu coração eu segurava toda a angustia de deixa-la em um lugar novo. Ao chegarmos à sala onde ela ficaria, notei que a professora tinha uma aparência gentil e carinhosa, como minha princesinha merecia. Suspirei, dando um abraço apertado na pequena e sorrindo.
- Trate de ser uma boa menina. – Pisquei um dos meus olhos pra ela, que riu e acenou com a cabeça. Relutante, dei a garota para Drake e entreguei a professora a bolsa de Aurora..
- Por favor, por favor... Cuide muito bem da nossa menina. – Falei segurando uma das mãos da professora, que percebeu a minha perturbação. Ela sorriu de forma doce.

- Não se preocupe mãe, ela ficará segura. – Ela acenou com a cabeça e afirmei com a minha, mas ainda sim não me sentia tão relaxada. Quando Drake terminou de se despedir da pequena, nos encaramos e sacudimos a sobrancelha. Eu havia ensinando a Aurora como se defender se algum coleguinha tentasse perturba-la, por que Drake fazia essa cara desconfiada? Era totalmente inocente colocar cola na cadeira do infeliz perturbador, ou beliscar... Bem, espero que ela use com sabedoria os dons que a ensinei.
- Está feito... - Falei mais pra mim do que pra qualquer outra pessoa. “Olhe nossa menina Lily, ela é tão maravilhosa quanto você.” Pensei. Mesmo tão nova, a personalidade da pequena parecia tanto com a de sua mãe, era como ter um pedacinho dela de volta.

Só quando estávamos fora da escola, prontos para voltarmos a nossa rotina comum, que percebi que Drake estava realmente ali e que estávamos a sós. Gelei, mas fiquei calada... Se não falasse, ele com certeza não ia falar, tinha provavelmente coisas mais legais pra pensar, ou alguém mais legal em quem pensar. Pressionei os dedos sobre a minha bolsa e mordi o lábio, por que fico tão insegura perto dele? Era como se voltasse a ser a menina que meteu o nariz no chão, constrangida por que havia dançado com um garoto que não fosse meu irmão.

Eu pensei que aquele silencio estranho ia ficar até quando chegássemos em Hogwarts, mas Drake falou. Ao ouvir sua voz ergui a cabeça e o encarei, mas ele logo foi interrompido por uma voz que conheço bem. Ao virar o rosto e dar de cara com Edward, só Merlin sabe o quanto eu me senti mal. Meu coração parecia ter ficado menor do que um grão de arroz, como eu podia fazer isso com ele? Um cara tão gentil, que cuidava de mim e sempre se importava com as coisas que eu fazia. Não desconfiava de mim, pelo fato de eu morar com Drake e que adora a Aurora. Eu devia contar, eu certamente contarei a ele e terminarei tudo... Mas não agora.

- Aí está você, gata – Fiz uma cara de quem gostou da surpresa, mas antes que eu pudesse dizer qualquer coisa – ele com a mania de ficar me agarrando – já foi me beijando. Eu nunca me senti tão envergonhada como naquele momento, ainda mais por pensar que o beijo de Ed não era nada parecido com o do Drake.
- Chegou atrasado, ela já está com a professora. – Dei de ombros e comentei sem jeito, depois que me afastei dele do jeito mais gentil que encontrei.
- Não acredito, queria ter dado um beijo nela. – Ele abriu aquele sorrisinho chateado e me deixou me sentindo ainda pior.
- Amanhã você pode nos acompanhar, se quiser. – Dei de ombros, segundo a escala, amanhã era meu dia de levar ela a escola, depois o de Drake e assim por diante.
- Claro e... Ah olha quem está aí, pensei que ele não iria vir, bem típico desse cara te deixar na mão, né? – Ele terminou a frase mais pra mim do que pra Drake, mas eu sabia que ele pode escutar. Dei um tapinha no braço dele e forcei uma risada alta.
- Ah ah ah, que engraçado, meu bem! Sempre tão brincalhão. Mas então, Eu tenho que ir pra Hogwarts, e o senhor tem que trabalhar, não tem? – Edward fez um pequeno bico e suspirou.
- Essa maldita escola, sempre te tirando de mim. - Ele deu de ombros e voltou a segurar a minha cintura, mas de um jeito que só fazia quando estávamos a sós. Engoli a seco e ele mordeu meu queixo, antes de me roubar outro beijo nada discreto.
- Eeed...- Resmunguei antes de me separar dele novamente, quase implorava com a voz pra ele não fizesse isso, ele sempre achava que era por eu ser tímida demais, e sou. Mas nesse momento foi por que eu não queria que Drake me visse com ele, mesmo que fosse tarde mais.
- Então, eu te busco a noite... Tenho algo especial pra te mostrar. – Ele piscou, me deu um selinho e saiu. Me senti um pouco mais aliviada quando ele sumiu... Aliviada até virar e dar de cara com Drake.

- Er... Então, pois é... Surpresa a presença dele. Vamos logo né? Pra num perder a hora. – Eu queria enfiar a minha cara no primeiro buraco que eu visse pela frente e foi quase tão constrangedor quanto isso. Ao tentar caminhar de forma apressada, meu salto agarrou em alguma coisa e meu pé virou, me fazendo tropeçar e me preparar pra beijar o chão... Se não fosse Drake me segurar. Eu afundei meu rosto no peito dele, enquanto segurava seus braços e sentia ele me segurar, aquele cheiro fazia com que eu não me arrependesse de cada beijo que dei em Drake. Quão monstruosa eu sou?
- O-obrigada. Você está sempre fazendo isso, me desculpe. - Tratei de me arrumar e retomar a postura, queria gritar, espernear, correr para o colo da Bridget e chorar de forma desesperada. POR QUE ESTOU TÃO CONFUSA? Nunca mais posso cair nos encantos de Drake, nunca mais.
Começamos a caminhar e eu encarava o chão envergonhada, desejando correr até o beco de uma vez e aparatar no Japão. Drake quebrou o silêncio mais uma vez.
- Sor-sorvete? Okay, ta cedo ainda, não é? Vamos sim. – Meus neurônios parecem que entraram em colapso, queimaram, abandonaram o meu cérebro ou qualquer coisa do tipo, por que eu simplesmente acabei de prometer que não iria me envolver mais com ele, e ainda sim aceito ir tomar sorvete? Sem nem relutar? Morra Sunny, morra.




Extras!

Tag: Drake, Aurora, Edward.
Post: 002
Vestindo: Isso
Notas: Só me diz o que tem que editar *o*

Template Nany *-*

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1º de setembro - RP Fechada.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Fábrica] Mega Coders [FECHADA]
» [Evento Especial] Sign do Mês - Setembro/Outubro - Regras
» Leilões de Imóvel - Informações Online
» Filler do Mês [Setembro]
» [Crônica Fechada] Sinister Cabaret - Vampire The Masquerade - Denver By Night (Crônica Livre)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fidelius RPG :: POSTS 6º ANO :: MUNDO Bruxo e Trouxa-
Ir para: