Fidelius RPG
Seja bem vindo(a) ao FIDELIUS RPG!!! Por favor se cadastre e em um prazo de UMA semana no máximo você será liberado(a) e fará parte do segredo.

Fidelius RPG

Hogwarts sempre ajudará aqueles que a ela recorrerem!
 
FAQInícioPortalRegistrar-seConectar-se
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Direitos Autorais
Calendário ON

Fundadores




Protego

Compartilhe | 
 

 RP Fechada - 13.10.1805 - Tag e Gael

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Galadriel S. Beauregard
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 01/02/2012

MensagemAssunto: RP Fechada - 13.10.1805 - Tag e Gael   Qui Out 04, 2012 9:41 pm

RP FECHADA

Treze de Outubro de 1805
Quarta-feira, madrugada, aproximadamente 02:10h
Tempo fresco, ventando, sem Lua.


PARTICIPANTES:
Galadriel Sadie Beauregard
Tristan Morgan
Voltar ao Topo Ir em baixo
Galadriel S. Beauregard
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 01/02/2012

MensagemAssunto: Re: RP Fechada - 13.10.1805 - Tag e Gael   Seg Out 08, 2012 5:26 am


i will leave my hat on
The dress is Channel, the shoes YSL The bag is Dior, Agent Provocateaur My address today, L.A. by the way Above Sunset Strip, the Hills all the way My rings are by Webster, they makes their heads twirl They all say Darling, what did you do for those pearls?? What?! I am a good girl --------- post 001

Antes de qualquer coisa, eu gostaria de expressar uma coisinha: BITCHES, I'M FABULOUS! EU sou a mais linda de Hogwarts, a mais desejada, a mais fantástica, a mais gostosa, a mais sexy, a mais sedutora. Lidem com isso, sociedade feminina.

Ah, sim, e gostaria de agradecer a todos os gatos que votaram em mim e a todas as garotas que tem um pingo de cérebro também. Obrigada, gente, vocês são legais e obrigada por deixarem claro que sou incrível. E um beijo pro recalque que está me invejando ;*

E eu não sei o motivo de tanta gente não gostar da revista. Gente, é tanto babado que eu fico louca! E claro que, depois dessa última edição, agora eu tenho a foto do Godric Gryffindor sensualizando sem camisa em um porta retratos ao lado da minha cama. É a melhor visão matinal do mundo!

Mas, focando agora no ponto principal, eu tinha uma nova dança em minha mente. Um novo número para o Marmalade, mas eu queria ter certeza de que ele seria bom. É um número comum lá, mas os passos seriam diferentes, e a música também, e a diferença é que eu estaria dançando.
E para saber se o número estava bom, eu precisaria de uma platéia. Ok, não precisava ser uma platéia inteira, uma pessoa só já seria o suficiente, então eu chamei o Tag. Claro que não disse para que eu precisaria da ajuda dele com um trabalho a aquela hora da madrugada, mas ele não hesitou em aceitar.

Eu desci as escadas para o comunal, enrolada firmemente em meu sobretudo, os cabelos presos em um coque debaixo do chapéu, e sim, eu estava maquiada, uma mulher que se preze não se apresenta sem maquiagem em hipótese alguma! Tristan descia logo atrás de mim, me enchendo de perguntas.

- Querido, fique quieto! Vai acordar todo mundo. Não que isso seja importante, talvez eu faça um pouco de barulho e acabe acordando os outros de qualquer forma. - eu dei de ombros e entrei no comunal, caminhando para perto das poltronas, onde indiquei uma para Tristan se sentar - Não, não é com o trabalho de DCAT que preciso de ajuda, Tag. Você só precisa ficar quieto e assistir, pode fazer isso? - eu fiz um biquinho para ele, que acabou concordando enquanto sentava-se na poltrona.

Eu dei um sorriso e me afastei, caminhando até a vitrola velha do comunal. Tirei o disco de dentro do meu sobretudo e o coloquei na máquina, batendo com a varinha nele logo em seguida. Instantaneamente, a música começou a tocar.

(dá o play aí! õ/)

Eu continuei de costas para o garoto, enquanto começava a rebolar no ritmo da música. Virei-me para ele, deslizei encostada na parede e subi novamente, piscando um olho logo em seguida. Enquanto desfazia o nó do sobretudo, eu me virava lentamente de costas para Tristan, foi quando comecei a tirá-lo, enquanto ainda dançava.
Joguei o sobretudo em um canto, me virando para ele, e enquanto eu caminhava em direção ao garoto, eu rebolava e dançava, mordendo a pontinha de um dos dedos da luva para tirá-la. Eu a puxei lentamente, enquanto dava uma volta e sorria mais maliciosa ainda. Após tirá-la, eu a joguei nele, me preparando para tirar a outra luva. Enquanto a tirava lentamente, eu pisquei novamente para Tristan, e quando a tirei, eu a girei no ar, antes de atirá-la longe por cima de meus ombros.

Voltei a caminhar para ele, enquanto a música chegava no primeiro refrão. Eu estava indo rápido demais, sabia disso, precisaria arrumar um jeito de deixar as coisas mais interessantes.

- Go over there, turn on the lights, all the lights - eu cantei, enquanto me aproximava da poltrona dele. Eu a contornei, ficando bem atrás dela, apoiando as mãos nos ombros do garoto - Come over here, stand on that chair - eu massageei os ombros dele, enquanto me inclinava para perto de sua orelha - Yeah that's right! - cantarolei baixinho, dando uma risada logo em seguida.

Deslizando pela poltrona, eu a contornei e fiquei de frente para ele de novo. Tirei meu chapéu e coloquei na cabeça dele, só para poder soltar meu cabelo do coque, depois de solto, eu sacudi a cabeça, dançando, e passei a mão pelos fios, mordendo levemente o lábio enquanto me concentrava em seguir a música. Peguei meu chapéu de volta e dei as costas, com as mãos na cintura e rebolando, me afastei dele de novo, indo para trás do sofá a frente dele.

Eu apoiei minhas mãos no encosto do sofá e dancei ali, enquanto, lentamente, eu me abaixava para me esconder atrás dele. Enquanto estava escondida, eu abri um pouco meu corset e tirei meu sutiã por cima dele, e girando-o no dedo, eu me levantei, piscando para Tristan. Eu lancei o sutiã no colo dele e contornei o sofá, usando-o para dançar. Eu segurava meu chapéu sobre minha cabeça, quando eu a mexia para movimentar o cabelo.

Peguei minha varinha perto da vitrola, e dando uma boa rebolada, eu me virei para Tag, batendo sutilmente a varinha em minha mão enquanto voltava a me aproximar dele. Já perto do menino, eu bati com a varinha na coxa dele, e a deslizei até seu ombro, onde a bati novamente, antes de atirá-la no sofá ao lado.

Segurando em meu chapéu, eu dei uma rebolada até o chão, e me apoiei nos joelhos do menino para ficar de pé novamente. Sem tirar meus olhos dos de Tag, eu me livrei de meus sapatos, e então apoiei meu pé na poltrona dele, bem entre suas pernas, e fiz outro pequeno passo da dança, antes de começar a tirar minha meia. Eu fazia questão de tirá-la devagar, enquanto rebolava e mantinha meus olhos fixos no menino. Quando a tirei, lancei por cima do meu ombro e me preparei para tirar a outra, que não fiz diferente da primeira.

Eu percebi a música chegando ao final e então me afastei um pouco, dando uma risada maliciosa. Segurei no zíper do meu corset e comecei a descê-lo, lentamente, antes que eu o abrisse, me virei de costas para Tristan, e ainda dançando, eu abri a peça de roupa, e enquanto a música terminava, eu fiquei naquela brincadeira de tira-não-tira. Já estava quase me decidindo, quando a música acabou. Rapidamente, eu vesti o corset e o fechei, me virando para o garoto logo em seguida.

- E então, querido? Acha que está bom? - ainda sorrindo maliciosa, eu encarei o garoto, que tinha uma expressão tão engraçada no rosto que eu tive vontade de rir. Nunca vi tantas expressões em uma só pessoa de uma vez.


tagged: Tristan Morgan wearing: i will leave my hat on notes: e essas personagens só servem pra acabar com o que resta da minha reputação e.e não ficou como eu tinha imaginado, eym, mas espero que goste, e qualquer coisa eu edito, ok? õ/
thanks flarnius @ ops

Voltar ao Topo Ir em baixo
Tristan Morgan
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 124
Data de inscrição : 13/03/2011
Idade : 26

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 3
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: RP Fechada - 13.10.1805 - Tag e Gael   Qua Out 10, 2012 10:49 pm



Love Potion in the Night

Yeah, sexy lady!

Tá certo, eu sou um corvo do qual a sociedade hogwartiana tem que sentir inveja. Onde mais pode-se encontrar um cara inteligente, com futuro promissor, gato e sensual como eu, e que ainda por cima faz trabalho voluntário nas horas vagas? Pois é. Sou perfeito, man! o/ Propostas de casamento chegam ao meu correio coruja toda manhã de gatinhas ensandecidas de toda a escola. Por que eu estou falando isso? Bom, acontece que como minhas notas estão altas e sou um cara extremamente cativante (e hot pras gatinhas do pedaço), a pedido da professora Rowena, agora estou ajudando os outros corvinos com dificuldades.

Tanto, que nem estranhei o pedido da Gael em ajudá-la com um trabalho de DCAT sobre infecções licantrópicas. Tudo bem que ela era gata, mas convenhamos, ainda bem que ela tinha um baita corpo, porque nas aulas a coisa era mais tensa. E como eu sou um bom e sexy corvino, pedaço de mal caminho, decidi ajudá-la. Ela pediu para que eu a encontrasse de madrugada, confesso que achei estranho. Mas quando eu penso que tá todo mundo surtando com esse torneio e trocentos e todos trabalhos pra fazer, acho que tempo se torna algo muito precioso. Dormir pra que? E no fim das contas, a gente bem podia sei lá... Descontrair depois. Ela era da casa das primas, bem podia me pagar com serviços... =P

Thony roncava na cama ao canto do dormitório, me levantei e caminhei silenciosamente em direção a porta. Tropecei num pacote de frascos ao pé da minha cama e praguejei em voz baixa... “Só a mamãe viu...” Os frascos que eu tropeçara eram amostras grátis das poções do amor que mamãe me enviara. E antes que vocês me difamem, como aquele jornal de quinta insiste, não, eu não faço uso destas coisas, seduzo puramente pelos meus feromônios suçuaranísticos altamente másculos. Só que mamãe tá nessas de vender cosméticos e poções do amor pra bruxas paranoicas, daí como tem uma meninada por aqui, ela pediu pra eu fazer propaganda entre elas e “ampliar o mercado consumidor”. Cá entre nós, mamãe surtou né? Eu nunca faria aquilo. Fechei a porta e saí de dentro do quarto. Gael já me esperava, rapidamente agarrou meu braço e me arrastou escada abaixo.

- Mas nem um beijo de cumprimento, corva gatinha...? – protestei, enquanto seguia atrás dela. – Sabe, eu ainda não entendo porque você prefere estudar de noite... Temos horários livres amanhã. E por que você está de sobretudo? – chatiado, eu preferia ver ela de pijama, lingerie ou qualquer outra peça mais revelante. =/ - Mas então, tu já pesquisou o que pra eu ter uma ideia?

E aí fui surpreendido novamente. Como assim ela não me chamara pra estudar? E tipo, pra onde vai o meu esforço acadêmico em ajudá-la? ¬¬ Ela me empurrou e acabei sentado em um poltrona, enquanto de pé, ela explicava a situação. “Ficar quieto e assistir? Eu sou uma cobaia então? Cobaia de Galadriel Sadie Beauregard? Entenderam? CURTI! Me usa gatinha! *---*”. Acenei a cabeça concordando e a garota se afastou até a vitrola e a ligou.

E aí começou a tentação na Terra... Merlin no mínimo devia estar brincando com a minha cara e rindo naquele exato momento. Gael ligou o som, e simplesmente começou a dançar na minha frente.

- Certo, alguém me belisca, que eu tô sonhando... – murmurei baixo, ainda espantado com aquilo. “Morgana ouviu minhas preces!!! *---*”

A menina dançava lentamente ao som da música e tirou o sobretudo. Nessa hora a gente agradece aos céus por estar usando um robe por cima do pijama (no meu caso uma regata branca e uma calça, apenas) ou ela teria visto o Morgan Júnior acordando. E que cara era aquela? Ela queria me usar, eu sabia disso! “E concordo plenamente! *---*” Não, aquilo não era um sonho. Era bem real, a garota dançava lentamente, tipo aqueles sonhos que eu tenho... E a coisa tava ficando cada vez mais interessante. Mordi o lábio trêmulo, sentindo minhas mãos suarem. “Porque me testar desse jeito, Sr. Merlin!”.

Gael colocou o chapéu que usava sobre a minha cabeça e deu uma volta na poltrona, se escondendo de mim e deslizando a mão sobre o meu ombro e meu peitoral de corvo definido... Ela era tão quente. E eu quase explodi. Meu coração queria sair pela boca, eu queria voar naquela corva, fazer o que não devia “E provavelmente ser expulso da escola, mas quem se importa! A gatinha tá na minha! *---*”. Claro que ela tinha desejos por minha seduzente corvidade, e agora estava revelando isso, pelo desejo incontrolável de me seduzir. Se o Morgan Júnior tinha acordado logo que ela tirou o sobretudo, ele agora estava muito mais animado do que antes. E eu não sei que bruxaria ela fez, mas conseguiu tirar o sutiã por baixo da roupa e jogou no meu colo. “RELÍQUIA! *---*” Segurei a peça ainda meio espantado, trêmulo e up. Daí ela começou a me dar ‘pancadinhas’ com a varinha, mas ela não precisava me enfeitiçar mais. Ela já levantara muito mais do que imaginava. Tirar as luvas e colocar o pé entre as minhas pernas foi quase um convite de prisão perpétua em Azkaban para mim por “Corvino é arrastado de cima de colega da torre em Hogwarts, após abuso sexual”. Tudo o que ela fazia era tão sexy... Quando a música acabou, ela estava com o corset aberto, e eu com o queixo deslocado da mandíbula e um volume involuntário onde não devia.

- Eu... Eu... – gaguejei com a pergunta. Cadê as câmeras, isso é pegadinha né produção? – Acho que está... – me levantei, ainda segurando o sutiã entre as pernas. – Per... Perfeito!

Eu não sabia o que fazer ou o que falar. “Cara, essa corva tá tão na minha! *---*” E eu nunca teria outra oportunidade dessas. Então o que eu podia fazer? Plim! Tag, tu é um gênio cara! Os frascos de amostras grátis da mamãe vieram logo a minha cabeça.

- Que acha de tomar algo? – mordi o lábio inferior, sugerindo e demonstrando segundas intenções. – Só pra relaxar. Espera aqui rapidinho, talvez eu também tenha uma surpresa pra você... - ah, eu tinha sim.

Subi aos saltos para o quarto. Ninguém no Comunal ainda acordara. Corri pra cabeceira da minha cama, apanhei os copos perto da jarra de água e uma garrafa de cerveja amanteigada, abri os frascos de amostras grátis e joguei tudo dentro do copo que eu daria para Gael, com cerveja amanteigada. Bolhas sedutoras do primeiro amor (pra ela ficar caidinha por mim), Cristais do Cupido (pra dar uma reforçada na primeira), Loção de Calamidade (pra apimentar ainda mais a coisa toda), Lágrimas de Coração Partido (pra gatinha me desejar ainda mais), Mistura Beijante (concussão em me beijar também era uma boa...), Luar do Crepúsculo (pra dar um toque romântico, afinal não sou um corvo desalmado), Solução de Cílios Charmosos (eu já sou gato, mas ela bem podia me achar irresistível)... Eu peguei todas aquelas poções e joguei todas juntas no copo. Misturei bem “E tomara que ela não morra envenenada!”, desci novamente para o Comunal com dois copos de cerveja amanteigada na mão.

- Pra você... – ofereci o copo com a cerveja adulterada pra ela. – Bebe vai, é cerveja amanteigada, eu trouxe do jantar. – tomei o meu copo num gole só pra mostrar que era ‘seguro’. Tá certo que a cerveja amanteigada dela tava mais rosa e a minha tinha cor nomal. Mas ninguém repararia... – Eu gostei de se sua cobaia. Acho que também posso fazer algo pra você. – tirei o robe, e fiquei só de regata e calça. Morgan Júnior tinha se controlado, mas ainda demonstrava sinais de vida. Puxei a minha própria varinha e apontei para a vitrola, outro disco caiu lá. E dessa vez, fui eu quem começou a dançar e ela a assistir...

Tua vez de dar o play! =P (Considere o Will Schuester dançando, não o cara na cadeira de rodas...)

Quanto terminei, minha cabeça estava perto da dela, meu peito arfava, eu estava suando e o copo de cerveja amanteigada adulterada dela já estava vazio. O sorriso malicioso da menina ainda estava ali e o meu também não deixava dúvidas das minhas segundas, terceiras ou milhonésimas intenções. Ela bebera tudo.

- Não é só você que sabe dançar, gata. – senti uma mão subindo novamente pelo meu peito. Me arranhando levemente. O coração ia sair pela boca. – Opa, acho que sua mão tá dizendo que você quer algo de mim... – ela puxou o colarinho da minha regata e a única coisa que eu consegui dizer foi... – Sou seu, corva. – e o cheiro dela tomou conta da minha mente.



… Continues (?)
Tristan Morgan ❖ Sala Comunal da Corvinal ❖ Hogwarts

Template by ~moony/modified

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: RP Fechada - 13.10.1805 - Tag e Gael   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
RP Fechada - 13.10.1805 - Tag e Gael
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Fábrica] Mega Coders [FECHADA]
» [Crônica Fechada] Sinister Cabaret - Vampire The Masquerade - Denver By Night (Crônica Livre)
» [EO] Fábrica – Sistemas Eclipse Origins [Fechada]
» [Konoha] Academia Ninja
» [RP FECHADA] Blind Meet - 17/08/2015

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fidelius RPG :: POSTS 6º ANO :: HOGWARTS - Posts Internos-
Ir para: