Fidelius RPG
Seja bem vindo(a) ao FIDELIUS RPG!!! Por favor se cadastre e em um prazo de UMA semana no máximo você será liberado(a) e fará parte do segredo.

Fidelius RPG

Hogwarts sempre ajudará aqueles que a ela recorrerem!
 
FAQInícioPortalRegistrar-seConectar-se
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Direitos Autorais
Calendário ON



Fundadores



Protego

Compartilhe | 
 

 RP Fechada - 25.08.1805 - Cassidy e Leo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Leo Niall Valdez
Aluno(a) Grifinória
Aluno(a) Grifinória
avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 19/01/2012

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 3
Defesa: 3

MensagemAssunto: RP Fechada - 25.08.1805 - Cassidy e Leo   Qua Jul 25, 2012 1:38 am

RP FECHADA
Vinte e cinco de Agosto de 1805
Quarta feira, tarde, aproximadamente 15:30h
Ensolarado com poucas nuvens, tempo quente, pouca brisa.

PARTICIPANTES:
Cassidy Windstorm
Leo Niall Valdez


Última edição por Leo Niall Valdez em Seg Jul 30, 2012 11:28 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Leo Niall Valdez
Aluno(a) Grifinória
Aluno(a) Grifinória
avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 19/01/2012

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 3
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: RP Fechada - 25.08.1805 - Cassidy e Leo   Seg Jul 30, 2012 11:11 am

last days of summer

i wanna stay up all night and jump around until we see the sun. i wanna stay up all night
Eu fugia de uma velha louca que tentava me acertar com uma vassoura. Nunca vou entender como conseguem confundir um suricate com um rato! São beeeem diferentes, okay?

Consegui escapar da louca, fugindo por um buraco na parede. Festus voava a minha frente, e eu achava doido ela querer matar um "rato" e não ligar para um mini-dragão que voava. Vai entender.

Alcancei um beco deserto e escuro, só então consegui me concentrar para voltar à forma humana. Eu sempre ficava com medo disso, apesar de saber animagia, vai que com minha sorte algo dá errado e eu fico com orelhas e rabo de suricate? Porém, era necessário. Trabalhei minhas férias inteiras com um ferreiro, consegui juntar alguns trocados, o suficiente para pagar uma viagem para Londres e um material de segunda. Talvez de quinta, enfim. Eu arfava e suava, me sentia bem menos cansado quando estava como um suricate, mas eu tinha certeza que Cassy acharia estranho o leão dela ser um "rato".

Festus pousou em meu ombro, uma das asas rangendo por estar voando há tanto tempo. Londres é enorme, e a forma mais rápida e barata de cruzá-la é sobre quatro patas. E, ao que tudo indica, a mais perigosa também.

- Aposto que essa velha era ruiva. A teoria do Eros anda se comprovando, Festus. - comentei enquanto procurava o frasco de lubrificante de Festus em meu cinto. Espirrei um pouco na asa do dragão e voltei a caminhar pelo beco.

Eu sempre ficaria maravilhado com o Beco Diagonal. A arquitetura, as vitrines coloridas, a multidão de bruxos todos parecendo tão contentes e animados, o cheiro de comida... Eu achava tudo incrível demais. Festus voava acima das cabeças da multidão, enquanto eu tentava passar, me espremendo e desviando das pessoas. O dragão voltou um tanto frenético, deduzi isso porque aquele pedaço de lata chocou-se contra minha testa.

- Cara, vou checar os fios da sua cabeça depois. - retruquei enquanto massageava a testa. O dragão fez um som esquisito de apito (nem lembrava de ter colocado isso nele), voando em círculos. Demorei para entender a mensagem - Wow, saquei. Onde você a viu? - o dragão saiu em disparada e eu me esforcei para segui-lo de perto.

Depois de atropelar todas as pessoas que consegui, passar por baixo das pernas de outras e me espremer entre mais algumas, consegui alcançar o dragão. Festus indicou uma garota loira olhando a vitrine de uma loja de fantasias, e era óbvio que eu sabia quem era a menina. Me aproximei com cuidado dela, já com um sorriso bem maroto brincando em meu rosto. Cassy estava tão distraída que nem deve ter visto meu reflexo na vitrine logo atrás dela. Olhei para Festus de forma sugestiva, e ele logo entendeu meu plano. Silenciosamente, contei até três, e então parti pra cima da menina.

Antes que vocês possam imaginar que cortei a garganta dela fora, não, não fiz isso. Pelo contrário, eu segurei a menina e a peguei no colo, girando e rindo com o grito de susto que ela dava. Só depois de ter chamado a atenção de quase todos os bruxos dali com aquela bagunça toda, foi que coloquei a loira de volta no chão, e tentei me defender dos milhares de tapas que ela desceu em mim.

- Hey, vou dizer ao conselho fadístico que eles tem uma aprendiz muito brigona. - eu a ameacei, mostrando a língua. Mas logo em seguida, eu tive que abraçá-la e sorrir, porque sentia tanta saudades da minha fadinha que poderia levar qualquer tapa sem me importar. Eu a soltei e fiz um cafuné nela, bagunçando levemente seus cabelos enquanto ria - Como você está, Cassy? Senti tanta saudade. - eu sorri de novo e vi Festus pousar no ombro da menina - Okay, okay, nós sentimos sua falta. Festus teve dificuldades pra se acostumar a não ganhar aquelas presilhas de cabelo que você dava pra ele comer. - eu dei outra risada e então comecei a caminhar pela rua, tentando ir para o lado menos cheio do Beco.

Enquanto caminhávamos, eu ia tagarelando, como sempre. Contei sobre minhas férias, sobre como o senhor Grishmanm adorou todo o meu trabalho e sobre como vendemos neste verão. Contei sobre a vez em que Festus deu defeito e começou a apitar às 4:30 da manhã como um despertador, e que eu achei uma flor de alumínio dentro da barriga dele (culpa das presilhas dela).

- Eeee, eu também tenho um presente. - eu parei de andar e fiquei de frente para ela, enquanto mexia em meu cinto. Tirei de lá uma caixa de ferro, nem muito grande nem muito pequena, com o nome dela gravado, e entreguei a mesma à menina - Espero que você não tenha engordado, ou não vai funcionar. - eu dei uma risada e esperei a garota abrir a caixa, soltar fogos de artifício quando visse o que era e tudo o mais.

Porééém, não funcionou bem assim. Tá, talvez eu tenha exagerado no projeto, mas enfim. Cassy tirou um cubinho de metal de dentro da caixa e ficou encarando o mesmo, sem entender direito. Ri meio sem jeito, enquanto pressionava um dedo de cada lado do cubo e o girava entre minhas mãos. O cubo desmontou-se, desdobrou-se e virou um belo par de asas que eu havia feito para ela. Testei ele de várias formas, e aquele ali deveria voar, nem que fosse um pouquinho acima do chão.

- Isso? Meh, foi bem fácil. Um pouco de parafusos, metal... Magia. - eu dei um riso baixo de novo enquanto ajudava Cassy a prender as asas direito - Eu sei que não ficaram tão bonitas quanto as que eu estraguei, mas essa eu prometo que vai voar. - fiquei de frente para ela de novo e a olhei nos olhos. Cassy tinha os olhos castanhos mais bonitos que já vi. E, de uma forma esquisita, os mais tristinhos também. Eu entortei um pouco a cabeça para o lado, ainda a encarando sem entender, e realmente, Cassy não parecia a fadinha animada que eu havia deixado em Hogwarts - Hey, Fada, aconteceu alguma coisa? - eu perguntei, franzindo a testa sem entender, e também preocupado. Havia algo de errado com a Cassy, só esperava que não fosse grave.



post
one

clothes
last days of summer


tagged
Cassidy Windstorm


note:
nao ficou bem eu queria, e demorei dééécadas, mas tá ai. edito qualquer coisa, ok mommy?
TEMPLATE EDIT BY: GUSMEIRA AT OPS!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Cassidy M. Windstorm
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 55
Data de inscrição : 13/07/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 4
Defesa: 2

MensagemAssunto: Re: RP Fechada - 25.08.1805 - Cassidy e Leo   Sab Ago 04, 2012 1:32 am




that "sad" end of summer
I'm pleading to you, please, I'm pleading to you, to the sky, my prayer goes to the sky, cheer me up, cheer me up! Please, where are you now? Stars, stars, stars, stars, talk to me! Is it over? Is that it? Answer me, don't just laugh. Star, star, star --------


As pessoas ficam bem irritadinhas quando fazem compras num lugar cheio, não? Não se pode nem cantarolar que já mandam você ficar quietinha de um jeito nada legal, uma senhora usou um montão de palavras que eu nem sabia o significado, e acho que mamãe gostaria que eu ficasse sem saber mesmo porque não soou nem um pouco agradável... mas vai saber, talvez ela estivesse elogiando minha roupa em russês.
Por falar em mamãe, namorado chato e bobão dela voltou de uma dessas viagens estranhas e fazia dias que eu andava muito sozinha, por isso fiquei feliz por Leo ter me convidado pra fazer as compras, cavalgar é legal mas fazer isso as 36 horas do dia é bem entediante. E conversar, precisava muuuuuuito alguém que quisesse conversar sobre algo além das.. coisas de mãe sabe? E Cheshire, aquele gato bobo sumiu faz um tempão!
Quando venho ao beco diagonal sempre acabo dando uma de exploradora pra descobrir lojas novas.. ok na verdade eu me perco, mas é assim que os exploradores começam suas aventuras, é sim. Sou uma exploradora diagonal! Dessa vez acabei parando em uma loja roxa e laranja com uma vitrine legal, tinha a fantasia de um hipogrifo, e outra de diabrete, mas a que mais gostei foi a de bailarina, mas a de soldadinho era legal também, e outra de flor e e e parecia uma loja de fadas! Preciso tentar lembrar o caminho e trazer mamãe pra cá.
Do nada senti o chão sumir e me dar um frio na barriga de tanto medo - NÃO ME MATAAAAA!- fechei as mãos nos olhos deixando uma pequena brecha entre os dedos pra enxergar o matador. Cabelo loiro, dois olhos azuis e um sorriso tonto me deixaram mais relaxada - LEEEEEEEEEEEEEEEEEEEÃAAAO ME PÕE NO CHÃAO!- estapeei o braço dele, mas haviam três Leos agora - Wooa.- me apoiei nos ombros do menino enquanto o mundo girava - Você demorou muito sabia?- as coisas voltaram ao normal e então voltei a bater nele - Hey, vou dizer ao conselho fadístico que eles tem uma aprendiz muito brigona. - cruzei os braços e fiz uma careta - Você joga baaaixo Valdez.
Leo não parecia ter mudado nada, a não ser pelo fato que ele estava um pouco mais alto, mas ainda era o garoto mais baixinho que já conheci... e ainda bem que ele não aprendeu a ler pensamentos porque eu estaria encrencada, e acho que ele não aprendeu porque senão não teria me abraçado - Como você está, Cassy? Senti tanta saudade.- senti cócegas no ombro e virei rapidamente, um pequeno dragãozinho estava ali me olhado - Okay, okay, nós sentimos sua falta. Festus teve dificuldades pra se acostumar a não ganhar aquelas presilhas de cabelo que você dava pra ele comer. - Eu estou bem, também senti falta de vocês dois! Demoraram pra dar sinal de vida! E Festus se quer comer minha presilha agora, já disse que tem que pedir antes.- afastei o pequenino que puxava metade do meu cabelo junto com a presilha e a desprendi do cabelo - Aqui.- sempre achei engraçado o modo como ele ficava coberto de glitter depois de comer presilhas.
As férias do Leão pareciam ter sido bem mais legais que a minha, estava feliz por ele ter conseguido se dar bem no trabalho - Me diga que tomou cuidado, já disse que você pode prender o dedo numa máquina e e e e - Eeee, eu também tenho um presente.- olhei curiosa enquanto via ele procurar algo no cinto, tirando dali uma caixinha - Espero que você não tenha engordado, ou não vai funcionar.- arqueei a sobrancelha e abri a caixinha. Estava feliz por receber o presente, mas eu queria saber porque eu havia ganhado um cubinho de metal.
Levantei o olhar pro Leo em duvida e ele fez algo e ASAS CRESCERAM DO MINI CUBINHO! MINHAS ASINHAS! - VOCÊ LEMBROOOU! Foi difícil? Asas, aaaaaaaaaaasas!- comecei a dar pulinhos e a tentar prendê-las, voltar a sentir o peso nas costas era tão bom - Isso? Meh, foi bem fácil. Um pouco de parafusos, metal... Magia.- sabe quando você fica mordendo a boca pra parar de sorrir? Então, eu tinha AAASAS DE NOVO!! E segundo Leão, essas voariam!
Parei de tentar virar a cabeça pra olhar as asas e voltei a olhar para o garoto, que estava com uma careta engraçada - Hey, Fada, aconteceu alguma coisa? - Sim, você me deu asas.- sorri largamente e virei pra ele ver as asas novamente - Ah, tirando isso... hmmm... pra eu ficar triste? Eu não estou triste, to até usando um laço laranja, laranja é cor da alegria lembra?- fiz um esforço e deixei meu cabelo com uma cor parecida com a do laço - Se bem que..- acho que Leo sabe guardar segredos né? E não acho que seja uma coisa importante..

before i forget
le pretty outfit is THIS && le tagged are Leo Niall Valdez && le notes are ;-; perdi a parte boa do post ;-; e saiu essa coisa ;-; desculpa ;-; me avisa qualquer coisa ;-;
&& le thanks goes to MIIRA @ OPS!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Leo Niall Valdez
Aluno(a) Grifinória
Aluno(a) Grifinória
avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 19/01/2012

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 3
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: RP Fechada - 25.08.1805 - Cassidy e Leo   Sex Ago 17, 2012 12:40 am

last days of summer

i wanna stay up all night and jump around until we see the sun. i wanna stay up all night
Havia trabalhado quase minhas ferias inteiras naquelas asas para a Cassy, e esperava fielmente que ela gostasse das mesmas. E também que elas funcionassem, nos testes elas se saíram bem, levantaram um saco de batatas do chão e me levantaram também, Cassy não podia ser mais pesada que eu.

Enfim, ela realmente ficou animada com as asas, mas eu achei algo estranho com ela. E claro que fui cara de pau para peguntar.

- Sim, você me deu asas. - eu fiz uma careta, então ela ficou magoada porque lhe dei asas? A garota virou-se para mim, ainda sorria, mas como eu disse, havia algo diferente.
- Não, é que você parece... Meio triste. - eu chutei, não sabia ao certo se era isso o que ela aparentava, mas a cara dela não era de 100% felicidade.
- Ah, tirando isso... hmmm... pra eu ficar triste? Eu não estou triste, to até usando um laço laranja, laranja é cor da alegria lembra?- ela deixou os cabelos laranjas (e eu surtei, é claro. Ainda preciso aprender a fazer isso!) para provar, eu só cruzei os braços e continuei a encarando, com uma sobrancelha arqueada. - Se bem que... - ela hesitou e eu me aproximei mais dela, eu sabia que tinha algo de errado com a Fada!
- Hey, o que aconteceu, Fada? Seu pó mágico acabou? Nós podemos arrumar mais, não podemos? - ela ainda me olhava com dúvida, e então eu comecei a ficar preocupado de verdade.

Cassy caminho até uns banquinhos de madeira da rua, sentou-se, apoiando o rosto em uma mão. Eu a acompanhei e me sentei ao seu lado, enquanto imaginava onde eu arrumaria mais pózinho para minha fada.

- Leão, você já... Deu um dedal em alguém? - ela ficou meio corada e eu não entendi. Qual era o problema em dar um dedal para alguém?
- Ahm... Não. Por que eu daria um dedal para alguém? A não ser que seja uma costureira, dai ela ia precisar, não acha? Quero dizer, furar o dedo não é legal, acredite, eu já fiz isso. - e muitas vezes, e dói pra caramba!
- Não, Leão, eu não falo desse dedal. É outro dedal, sabe? - ela corou mais, e eu entendi menos ainda. Quantos tipos de dedais podiam existir no mundo? Eu neguei com a cabeça, e ela respirou fundo - Você é da Casa dos Mileto e não sabe de qual dedal eu estou falando? - eu não sabia dizer se ela estava brava ou achando graça nisso, mas eu só dei de ombros.
- Não sabia que os Mileto gostavam de costurar, ué. - ela deu uma risada e então me deu um beijo rápido no rosto. Eu me assustei com a ação repentina dela, e a vi corar mais um pouco.
- Esse dedal, Leão, é dele que eu tô falando. - eu murmurei um "aaaah" e cocei a nuca. Beijos são chamados de dedais também? Poxa, que mundo doido - E então? Já deu um dedal em alguém? - eu comecei a tamborilar meus dedos em minha perna, porque eu estava nervoso, afinal?
- Ahm, não. Digo, só que nem você fez, no rosto... - eu dei de ombros de novo e passei a encarar a rua.
- Nunca na boca? Com nenhuma menina? - eu só neguei com a cabeça, e quando a olhei de novo, ela parecia bem mais corada, até os cabelos estavam pendendo para um tom rosado. Espera um minutinho...
- HEEEY, então você já? HAHAHA, a Fada beijou alguém na boca! Eu não acredito nisso. - eu baguncei o cabelo alaranjado dela e continuei rindo, e teria rido bem mais, se não tivesse sentido os lábios da Cassidy sobre os meus.

Mas é claro que eu me assustei! Num minuto você está distraído rindo porque não acredita na menina, e no minuto seguinte ela te beija. Qual é, eu estava sendo assediado por uma Fada! Uma. Fada! Entendem a gravidade da coisa toda? Para uma Fada, a Cassidy não era tão pura assim!
Falando assim parece até que demorou, mas na verdade foi bem rápido. Nossos lábios não ficaram juntos nem por dez segundos, e logo a loira-laranja-rosa se afastou de novo, com o nariz empinado, e eu, claro, não entendia nada.

- Agora você também já beijou alguém, quero ver continuar rindo. - ela cruzou os braços e eu sacudi a cabeça. Oh não, eu realmente não podia mais rir.
- Mas você me atacou, foi diferente! Sua fada levada. - ela me mostrou a língua e eu revirei os olhos. Passei a mão pelo meu cabelo e então encarei a rua de novo, enquanto me esparramava mais no banco de madeira - Tá, enfim, você ainda não me contou qual é o seu problema. - não podia ser a falta de beijar alguém, porque se eu não era o primeiro, então tinha mais alguém, e talvez essa pessoa fosse o problema. Ou ela só queria me beijar mesmo porque eu sou demais.





post
two

clothes
last days of summer


tagged
Cassidy Windstorm


note:
meh, esse ficou pior que o outro. citei muito a cassy mesmo, me bata. qualquer coisa eu edito (:
TEMPLATE EDIT BY: GUSMEIRA AT OPS!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Cassidy M. Windstorm
Aluno(a) Corvinal
Aluno(a) Corvinal
avatar

Mensagens : 55
Data de inscrição : 13/07/2011

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 4
Defesa: 2

MensagemAssunto: Re: RP Fechada - 25.08.1805 - Cassidy e Leo   Seg Ago 27, 2012 4:05 pm




that "sad" end of summer
I'm pleading to you, please, I'm pleading to you, to the sky, my prayer goes to the sky, cheer me up, cheer me up! Please, where are you now? Stars, stars, stars, stars, talk to me! Is it over? Is that it? Answer me, don't just laugh. Star, star, star --------


Existe um poder bem mais feio que o das bruxas más, ele é bem mais perigoso que o delas porque a pessoa pode usá-lo sem saber e deixar um estrago enormezão. Mas os livros diziam que havia uma cura pra isso, uma coisa muito poderosa e pura: um beijo de amor verdadeiro. Os livros diziam que os beijos eram como dedais, podiam proteger e cuidar de algo ruim antes mesmo da coisa acontecer. Só que.. o que acontece quando é um beijo que causa o estrago?
- Hey, o que aconteceu, Fada? Seu pó mágico acabou? Nós podemos arrumar mais, não podemos? - será que Leo entenderia? Ele é tão distraído e acho que só pensa em comida.. mas.. mas ele é meu melhor amigo, é justo ele saber.
Suspirei longamente enquanto caminhava até os bancos e pensava em uma boa maneira de contar as coisas - Leão, você já... Deu um dedal em alguém?- senti minhas bochechas queimarem - Ahm... Não. Por que eu daria um dedal para alguém? A não ser que seja uma costureira, dai ela ia precisar, não acha? Quero dizer, furar o dedo não é legal, acredite, eu já fiz isso. - Não, Leão, eu não falo desse dedal. É outro dedal, sabe? - precisei me controlar para não mudar pro vermelho de vez.
Que tipo de pessoa não sabe o que é um dedal? Leo não estava ajudando - Você é da Casa dos Mileto e não sabe de qual dedal eu estou falando?- então é verdade essa coisa dos meninos não conversarem - Não sabia que os Mileto gostavam de costurar, ué.- ele precisa mesmo uma dica mais clara, aposto que se fosse pra adivinhar o sabor de um sanduíche ele saberia. Balancei a cabeça rindo e me aproximei do garoto dando um beijo estalado na bochecha dele. - Esse dedal, Leão, é dele que eu tô falando. - voltei pro meu lugar e encarei as pedras soltas da rua - E então? Já deu um dedal em alguém? [color=red]- Ahm, não. Digo, só que nem você fez, no rosto... - Nunca na boca? Com nenhuma menina? - ele negou novamente. Apertei os olhos e torci a boca me arrependendo por ter dito tudo. - HEEEY, então você já? HAHAHA, a Fada beijou alguém na boca! Eu não acredito nisso.- e agora teria que aguentar isso, que bobão, o atrasado aqui era ele e e e - Paaaaaaaaaaara com isso Leão!- amarrei a cara e fuzilei ele com o olhar.
Então me estiquei no banco até alcançar o rosto dele, encaixei meus lábios - que formigaram estranhamente - nos dele rapidamente e lancei meu olhar superior - Agora você também já beijou alguém, quero ver continuar rindo. - Mas você me atacou, foi diferente! Sua fada levada. - semi cerrei os olhos e dei de língua pra ele. - Você mereceu!- e.. talvez agora ele entendesse não é? - Tá, enfim, você ainda não me contou qual é o seu problema. - voltei a expressão normal, enchendo as bochechas de ar.
- Tá bem, tá bem. Só não conta pra ninguém... E-eu conheci um garoto na minha cidade e ele.. ele, aaah ele me deu um dedal Leão.- fiz cara feia pro garoto que ameaçou voltar a rir - O problema é que.. é que eu gostava dele Leão.- baixei o rosto olhando minhas pernas que balançavam pra frente e pra trás. - Calma eu não terminei. Há uns dias atrás eu vi ele com outra menina.. e ele parecia feliz..- enrolei uma mecha do cabelo no dedo, ele estava preto, cor da tristeza.
Leo estava quieto demais no canto do banco, talvez ainda estivesse achando graça. Acho que é por isso que tem poucas fadas. Elas podem ter o poder de fazer os outros felizes mas nunca sentes o mesmo, sabe? Com um príncipe, ou um fado. - balancei as pernas mais rápido tentando fazer meus olhos pararem de marejar, não por ser triste pra mim, e sim por ser triste por outras fadinhas - E acho que ninguém gosta de mim assim, como Cassy normal.- em todas as outras cidades quando eu tinha que ser diferente as pessoas pareciam gostar mais de mim, será que Louis gostaria de mim se eu fosse outra?

before i forget
le pretty outfit is THIS && le tagged are Leo Niall Valdez && le notes are vou me bater por ter avançado tão pouco mas sacumé né e.e qualquer coisa dá um grito <3
&& le thanks goes to MIIRA @ OPS!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Leo Niall Valdez
Aluno(a) Grifinória
Aluno(a) Grifinória
avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 19/01/2012

Ficha do personagem
Agilidade: 4
Ataque: 3
Defesa: 3

MensagemAssunto: Re: RP Fechada - 25.08.1805 - Cassidy e Leo   Seg Out 01, 2012 12:59 am

last days of summer

i wanna stay up all night and jump around until we see the sun. i wanna stay up all night
Eu ainda estava meio constrangido por causa do beijo da Cassy, quero dizer, ela é minha amiga e isso é um tanto estranho, vamos combinar. Tudo bem que havia sido só um selinho, mas ainda assim, era... Esquisito. Não que eu não tenha gostado, digo, não que eu tenha gostado também, quero dizer, é só que é... AH, enfim, e a Cassy ainda não havia me contado sobre o problema dela, e eu começava a ficar tenso, porque eu não sou realmente bom em lidar com as pessoas, digo, eu sei lidar com elas mas... Não quando falamos de problemas. Se todas estiverem contentes, saltitando, sorrindo e aprontando, eu as entendo, mas quando elas estão... Como a Cassy, eu não sei o que fazer, porque não é algo que eu posso desmontar pra ver o que está acontecendo.

Infelizmente.

- Tá bem, tá bem. Só não conta pra ninguém... E-eu conheci um garoto na minha cidade e ele... ele, aaah ele me deu um dedal Leão. - eu engoli em seco a risada, poxa, ainda era engraçado pensar nisso - O problema é que... é que eu gostava dele Leão.- Cassy começou a fitar os pés, e eu apenas a olhava, ela parecia realmente triste, isso me fez perder a vontade de rir. Eu abri a boca e voltei a fechá-la, o que eu poderia falar?
- Cassy... - definitivamente, eu não sabia o que falar. Eu disse que não era bom pra lidar com pessoas quando elas não estavam bem.
- Calma eu não terminei. Há uns dias atrás eu vi ele com outra menina... e ele parecia feliz... - eu fiz uma careta quando vi o cabelo da garota ficando preto. Me preocupava demais, porque agora eu tinha mais do que certeza de que Cassy estava realmente chateada, ou machucada. E, o mais legal? Eu não sabia o que fazer, só conseguia ficar lá, sentado, quieto, sendo um grande inútil - Acho que é por isso que tem poucas fadas. Elas podem ter o poder de fazer os outros felizes mas nunca sentes o mesmo, sabe? Com um príncipe, ou um fado. - eu engoli em seco, vi os olhos de Cassy ficarem marejados e percebi que ela se esforçava para não chorar. Eu, definitivamente, devia fazer alguma coisa, como... Não sei, falar alguma coisa? Abraçá-la? Ou... Sei lá, qualquer coisa - E acho que ninguém gosta de mim assim, como Cassy normal.
- Eu gosto de você como Cassy normal. - disse rapidamente, sem pensar direito. Eu me aproximei mais dela, me arrastando pelo banco, passei um braço pelos ombros dela e a abracei - Gosto de você de todos os jeitos, Cassy, como fada, como menina, ou como a amiga que me rouba meu primeiro beijo. - eu apertei o nariz dela e mostrei a língua em seguida, dando uma risada - E esse cara, se ele te dá um dedal e depois fica com outra, então ele é um tonto. Você pode ser feliz sem ele também, quer ver só? - eu me levantei com um salto, e fiz a menina levantar-se também. Puxei minha varinha e dei uma leve batidinha nas asas dela, que logo começaram a balançar e ergueram a garota levemente no ar, não muito alto, claro, mas ainda assim, ela estava voando - Fadas não precisam de garotos tontos para serem felizes. Precisam de... - eu fiz uma cara pensativa enquanto observava a garota voando, e então ouvi meu estômago roncar alto - Pastel! Elas precisam de pastel! E eu sei onde tem ótimos pastéis aqui. Vem comigo, fada. - eu segurei na mão dela, e ainda com a menina voando, eu a puxei, guiando-a pelo ar, enquanto me dirigia às lojas do Beco Diagonal.

Pode parecer esquisito, mas sempre que me sinto triste eu como alguma coisa. Levei Cassy até uma lojinha de salgados do Beco e então comemos. Eu comi um pastel de carne, um de frango, um de frango com abóbora, um de brócolis com queijo e dois de milho, queijo, presunto e batata. Pedi um copo grande de suco de abóbora, e quando eu digo grande quero dizer grande de verdade, aquele lugar fazia suco de abóbora como nenhum outro, e seus copos eram gigantescos! Sendo assim, dividi o copo colossal com a Cassy, e quando acabamos de comer, acabou sobrando um tanto do suco no final ainda.

Levei a garota para caminhar/voar de novo, o Beco Diagonal estava mais vazio agora, então seria mais fácil para ela. Festus a provocava no ar, dando piruetas e ziguezagueando na sua frente, e eu ria quando ela tentava imitar. Depois entramos em uma loja de roupas, Festus se perdeu entre os montes de roupas que usamos para brincar de nos vestir, ela riu quando coloquei uma cueca por cima de minhas calças e disse que era um super herói. No final das contas, acabamos sendo expulsos da loja, porque Festus começou a roer a cortina de um dos vestiários, que caiu e mostrou uma tia gorda quase pelada lá dentro. Apesar de tudo isso, eu acabei rindo, é claro.

Já deviam ser quase seis horas, quando alcançamos a praça novamente, agora praticamente vazia. Estava anoitecendo, e eu me sentia cansado. E com fome de novo. Segurava sacolas e pacotes grandes do novo material de Hogwarts, e ainda dava risadas de Cassy atrapalhando-se no ar.

- Você ainda vai pegar a prática, aposto. - eu dei de ombros, sorrindo para ela, quando a garota pousou na minha frente - Acho melhor eu ir, ou não vou achar quarto vago n'O Caldeirão Furado. - iria me hospedar por lá, ficaria mais barato do que voltar para a Polônia e tudo o mais - Então, até Hogwarts, Cassy. E cuidado para não tropeçar no ar, fada. - eu ri de novo e ajeitei a sacola nas mãos, Festus enfiou-se dentro do meu bolso - Ah, e você tem que me devolver uma coisa. - rapidamente, eu aproximei meu rosto do dela e peguei de volta o dedal que ela havia me roubado horas atrás, quando me afastei, eu senti meus lábios formigarem e aposto que minhas bochechas ficaram levemente coradas - Roubar é feio, fada. Da próxima vez, peça. - eu dei uma risada e então comecei a me afastar, acenando levemente.

Eu diria que quase corri para a parede mágica do Caldeirão Furado, basicamente falando. E durante o caminho, Festus saiu de meu bolso e ficou voando na minha frente, com aquela cara esquisita dele, mas que eu sabia o que queria dizer.

- Oras, cale a boca, seu monte de sucata. - eu retruquei e ele voltou ao meu bolso, e aposto que o barulho que ele fazia era algum tipo de risada. Dragões de metal podem rir?





post
three

clothes
last days of summer


tagged
Cassidy Windstorm


note:
habilidadede postar com leo: essa ainda não dominei. qualquer coisa edito, mah *-* ações finalizadas
TEMPLATE EDIT BY: GUSMEIRA AT OPS!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: RP Fechada - 25.08.1805 - Cassidy e Leo   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
RP Fechada - 25.08.1805 - Cassidy e Leo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Fábrica] Mega Coders [FECHADA]
» [Crônica Fechada] Sinister Cabaret - Vampire The Masquerade - Denver By Night (Crônica Livre)
» [EO] Fábrica – Sistemas Eclipse Origins [Fechada]
» [Konoha] Academia Ninja
» [RP FECHADA] Blind Meet - 17/08/2015

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fidelius RPG :: POSTS 6º ANO :: MUNDO Bruxo e Trouxa-
Ir para: